Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Marcello André Barcinski (Cadeira No. 95)

Membro Titular

Secção de Medicina

Cadeira No. 95 - Patrono: Joaquim Monteiro Caminhoá

Eleito: 20/08/1998 - Posse: 27/04/1999 - sob a presidência de Jarbas Anacleto Porto

Saudado por: Carlos Chagas Filho

Antecessor: Emílio Diniz da Silva

Nascido em 28 de agosto de 1940, em São Paulo (SP).

Filho de Jan Barcinski e Izabella Barcinski.

Graduou-se em Medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1965). Doutorado em Ciências Biológicas (Biofísica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1974) e Pós-doutorado no National Institutes of Health, dos Estados Unidos (1976-1978).

Ainda como estudante de Medicina, iniciou seu treinamento em pesquisa no Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, na Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde, em 1988, se tornou Professor Titular de Biofísica. Aproveitando a abordagem multidisciplinar do Instituto, criou o Laboratório de Imunogenética, que expandiu suas fronteiras em várias áreas de pesquisa imunológica e cresceu para o que é agora o Programa de Imunologia, produzindo pesquisa de alta qualidade e fornecendo formação para candidatos ao PhD em Imunologia.

Em 1991, mudou-se para o Departamento de Parasitologia da Universidade de São Paulo, com o objetivo de desenvolver pesquisas em Imunoparasitologia. Em 1999, foi nomeado pelo Ministério da Saúde do Brasil para auxiliar na reorganização e expansão da pesquisa no Instituto Nacional do Câncer, no Rio de Janeiro. Lá, criou a Divisão de Medicina Experimental e organizou o Programa de Pós-Graduação em Oncologia Experimental.

Tem experiência na área de biofísica e imunologia, especialmente em imunologia celular, atuando principalmente nas áreas de imunoparasitologia e Medicina Translacional com ênfase nos efeitos da morte celular programada por apoptose.

Criou o conceito do "mimetismo apoptótico", demonstrando pela primeira vez que a atenuação da resposta imune por mecanismos de apoptose em patógenos unicelulares (Leishmania spp) tem um papel importante no estabelecimento de doenças parasitárias. O mesmo mecanismo opera também no estabelecimento de tumores.

Membro Titular da Academia Brasileira de Ciências (1992), Vice-Presidente da Federação Brasileira de Sociedades de Biologia Experimental (FESBE), Presidente da Sociedade Brasileira de Imunologia (SBI), Membro da Comissão Brasileira de Biotecnologia (CTNBio), entre outros cargos de administração de pesquisa. Recebeu a Ordem Nacional do Mérito Científico, da Presidência da República (1998); e foi agraciado com o prêmio LAFI de pesquisa (1986) e o SBI Lifetime Achievement Award in Immunology, da Sociedade Brasileira de Imunologia (2014). Atuou como membro permanente ou ad hoc em várias agências nacionais e internacionais de outorga e definição de políticas, tais como o Conselho Nacional de Pesquisas (CNPq), a Coordenação Nacional de Educação Superior (CAPES) e a Organização Mundial de Saúde (três anos como membro e outros três anos como Presidente do Comitê Diretor de Pesquisa em Doenças Tropicais sobre Doença de Chagas).

Pesquisador Visitante no Instituto Oswaldo Cruz no Rio de Janeiro e Professor Emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro. É Diretor de Metrologia Aplicada às Ciências da Vida (Dimav) no Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Tem mais de 100 artigos científicos e 10 capítulos de livros publicados.

Na ocasião de sua candidatura como Membro Titular na Academia Nacional de Medicina, apresentou memória intitulada “Uma Nova Percepção das Doenças Parasitárias”.

Currículo Lattes

Agenda
    Em maio
  • 30/5/2017 - 20:00 - Sessão Solene de Posse de Honorário Nacional - Dr. Miguel Srougi