Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Renato Brancante Machado (Cadeira No. 73)

Membro Emérito

Secção de Cirurgia

Cadeira No. 73 - Patrono: Hilário Soares de Gouvêa

Eleito: 11/08/1927 - Posse: 11/08/1927 - Sob a presidência de Miguel de Oliveira Couto

Emérito: 24/07/1945

Saudado por: Henrique Guedes de Mello

Antecessor: Antônio Neves da Rocha

Falecido: 15/05/1958

Nasceu no dia 14 de fevereiro de 1890, no Rio de Janeiro. Filho de Álvaro Lopes Machado e de D. Amanda Brancante Machado.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1912, defendendo tese “Sobre Otorrinolaringologia”.

Conquistou a cátedra de Otorrinolaringologia em 1916, no Hospital São Geraldo. Instalou seu serviço em “Cômodo da policlínica da Santa Casa que lhe fora cedido por força do contrato em vigor”.

Trabalhou até meados de 1918 no Hospital São Geraldo quando ficou afastando em virtude da integração ao corpo médico da missão brasileira na Primeira Guerra Mundial. Atuou também no Laboratório Químico e Farmacêutico Militar na R. Evaristo da Veiga, 95, centro do Rio de Janeiro. Em 1919, retornou para o Hospital São Geraldo, porém uniu-se ao Dr. Linneu Silva na luta para obter um local apropriado para abrir duas novas clínicas.

Foi um dos fundadores da Sociedade Brasileira de Oftalmologia em 1922.

Em 1927 foi eleito Membro Titular na Academia Nacional de Medicina com a memória intitulada “Sobre uma técnica de rinoplastia”. Tomou posse na mesma data sob a presidência de do Acad. Miguel de Oliveira Couto. Durante o período em que esteve na instituição exerceu o cargo de Presidente da Secção de Cirurgia Especializada (1942-1943). Tornou-se Membro Emérito em 1946.

Também foi Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgião e atuou como 2º secretário (1929-1931) e na comissão de redação (1931-1933).

Publicou vários trabalhos de sua especialidade, dentre estes “A Assistência Hospitalar no Brasil” (1927), “Assistência Hospitalar Gratuita” (1929), “O centro médico cirúrgico” (1933), “Terapêutica da ozena pelos enxertos” (1939), “O problema social do médico” (1940), dentre outros.

Faleceu em 15 de maio de 1958, no Distrito Federal.