Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Oscar Rodrigues Alves (Cadeira No. 23)

Membro Emérito

Secção de Cirurgia

Cadeira No. 23 - Patrono: Antônio Peregrino Maciel Monteiro

Eleito: 17/10/1910 - Posse: 17/11/1910 - Sob a presidência de Miguel da Silva Pereira

Emérito: 15/10/1936

Falecido: 20/08/1953

Nasceu em 16 de novembro de 1882, em Guaratinguetá, no Estado de São Paulo. Filho do Ex-Presidente Francisco de Paula Rodrigues Alves e de D. Ana Guilhermina Oliveira Rodrigues Alves.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1904, defendendo tese intitulada “Diagnóstico dos tumores abdominais”.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1910, apresentando memória intitulada “Sobre casos de dois diabéticos”. Sua cerimônia de posse ocorreu no mesmo ano sob a presidência do Acad. Miguel da Silva Pereira. Transferiu-se para a classe dos Membros Eméritos em 1936.

Atuou como assistente da cadeira de clínica médica na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro e dedicou-se ao exercício da medicina até 1911. Juntamente com Arnaldo Vieira de Carvalho e Altino Arantes, foi um dos principais incentivadores da criação da Faculdade de Medicina de São Paulo, concretizada em dezembro de 1912.

Fixando-se na capital paulista, foi secretário da presidência de São Paulo de 1912 a 1916 e secretário dos Negócios do Interior de 1916 a 1920. Membro do Partido Republicano Paulista (PRP), foi senador estadual em São Paulo de 1922 a 1930, tendo integrado a Comissão de Higiene e Instrução Pública.

Atuou como diretor-presidente da Fábrica de Fiação e Tecelagem Pirassununga e diretor-superintendente da Companhia Agrícola Rodrigues Alves, constituída por quatro propriedades em São Manuel (SP) e uma em Guaratinguetá. Foi presidente do Conselho Regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) de 1942 a 1947, e diretor da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP).

Em 26 de setembro de 1952 recebeu como patrono da escola o Dr. Oscar Rodrigues Alves denominação que passou a ser dada a esta unidade como justa homenagem ao eminente brasileiro e expoente da indústria.

Foi homenageado tendo seu nome em logradouros públicos pelo Estado de São Paulo como Rua Conselheiro Oscar Rodrigues Alves em Araçatuba, Rua Oscar Rodrigues Alves em Andradina, e a Praça Doutor Oscar Rodrigues Alves na Mooca.

Faleceu em 20 de agosto de 1953.