Academia Nacional de Medicina

Português Inglês


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Oscar Frederico de Souza (Cadeira No. 99)

Membro Titular

Secção de Ciências Aplicadas à Medicina

Patrono da Cadeira No. 99

Eleito: 27/09/1900 - Posse: 04/10/1900 - Sob a presidência de Agostinho José de Souza Lima

Emérito: 1933

Falecido: 06/07/1941

Oscar Frederico de Souza, nascido a 06 de março de 1870, na cidade do Rio de Janeiro, era filho de João Baptista Alves de Souza e D. Delmira de Souza.

Fez seus estudos preparatórios no Colégio Pedro II e graduou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1892, defendendo tese de doutoramento intitulada “Embriogenia Geral dos Invertebrados”.

Foi Professor Substituto de Fisiologia e Terapêutica, em 1901; conquistou, mediante concurso, em 1896, o cargo de Professor Substituto da 2ª Secção da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro; e, em 1910, foi Professor Catedrático de Fisiologia, se afastando da Cátedra apenas quando atingiu o limite de idade. Era, também, Membro do Conselho Superior de Ensino.

Personalidade que se impôs não só no seio de sua classe como nos meios discentes, por ser excelente médico, renomado cientista e grande didata. Divulgou amplamente seus primorosos trabalhos científicos, destacando-se no desempenho de várias comissões e participando de diversos congressos, dentre os quais: Conferência de Higiene e Demografia de Berlim (1917), na qual foi delegado do Brasil ao lado de Oswaldo Cruz.

Foi condecorado pelo rei da Itália por haver sozinho combatido um surto epidêmico de febre amarela entre os tripulantes do navio Lombardia, da frota daquele país amigo, que se encontrava no Porto do Rio de Janeiro.

Foi Fundador da Santa Casa de Misericórdia de São Lourenço, no sul do Estado de Minas Gerais, e Diretor da Policlínica Geral do Rio de Janeiro, além de Chefe da Clínica de Moléstias do Coração e dos Pulmões da mesma Policlínica.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, em 1900, exerceu o cargo de Presidente da Secção de Ciências Naturais (1910-1912) e da Secção de Ciências Aplicadas à Medicina (1916-1925) e foi transferido para a classe de Eméritos, em 1933. É o Patrono da Cadeira 99.

É autor de vários trabalhos, destacando-se “Os fatores da evolução” (1896), Alimentação dos europeus e trabalhadores indígenas nos países quentes” (1917), “Asma e arterioesclerose” (1917), “Lições de Clínica Terapêutica” (1918) e “Distrofia Gênito-glandular” (1918, em colaboração com o Professor Aloysio de Castro).

O Dr. Oscar Frederico de Souza faleceu a 6 de julho de 1941, aos 71 anos de idade, em sua cidade natal.


Av. General Justo, 365, 7° andar
Rio de Janeiro - 20.021-130
Tel: (21) 3970-8150