Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Octávio de Oliveira Pinto (Cadeira No. 67)

Membro Titular

Secção de Cirurgia

Cadeira No. 67 - Patrono: Fernando Augusto Ribeiro de Magalhães

Eleito: 27/10/1921 - Posse: 08/06/1922 - Sob a presidência de Miguel de Oliveira Couto

Saudado por: José de Mendonça

Antecessor: Domingos de Góes e Vasconcellos

Falecido: 14/02/1940

Nasceu em 22 de maio de 1885.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1907.

Foi um cirurgião e obstetra de renome, dispunha de vasta clínica da sua especialidade exercendo-a com critério, competência e probidade. Clinicou em seu consultório na Rua da Carioca, no Rio de Janeiro.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1921, apresentando a memória intitulada “Indicações cirúrgicas nas peritonites agudas”. Sua cerimônia de posse aconteceu no ano seguinte sob a presidência do Acad. Miguel de Oliveira Couto e foi saudado pelo Acad. Honorário Nacional José de Mendonça.

Durante o período em que esteve na instituição, exerceu os cargos de 2º Secretário (1925-1926) (1926-1927) (1927-1928) (1928-1929) (1929-1930) (1930-1931) (1931-1932) (1932-1933) (1933-1934) e 1º Secretário (1934-1935) (1935-1936) (1936-1937). Participou e discursou na “Oficina Sanitária Pan-americana” em nome da Academia Nacional de Medicina no ano de 1930.

Membro de sociedades e associações nacionais e internacionais, tais como, membro honorário da Sociedade Brasileira de Pediatria, membro titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, membro titular do Colégio Americano de Cirurgiões, membro titular Sociedade de Obstétrica e Ginecologia do Rio de Janeiro, legionário construtor da Casa do Médico, do Sindicato Médico Brasileiro e membro efetivo do Conselho de Disciplina Médica do Distrito Federal.

Publicou vários trabalhos de sua especialidade, dentre estes “Sobre a prenhes tubária abortiva” (1923), “Sobre um caso de tumor no pâncreas” (1923), “Dificuldades diagnósticas em certas apendicites” (1924), “Placenta previa e operação cesariana transperitoneal” (1925), “Sobre adenoma maligno do reto” (1925), “Radioterapia nas hemorragias uterinas” (1926), “Tratamento da osteo-myelite na infância” (1928), “Aborto terapêutico” (1933).

Faleceu aos 55 anos, em 14 de fevereiro de 1940, no Rio de Janeiro.

Agenda
    Em maio
  • 30/5/2017 - 20:00 - Sessão Solene de Posse de Honorário Nacional - Dr. Miguel Srougi