Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Luiz Beethoven Dantas do Amaral (Cadeira No. 66)

Membro Titular

Secção de Cirurgia

Cadeira No. 66 - Patrono: José Cardoso de Moura Brasil

Eleito: 08/05/1986 - Posse: 26/08/1986 - sob a presidência de José de Paula Lopes Pontes

Saudado por: Bernardo Henrique de Nunes Couto

Antecessor: Luiz Eurico Ferreira

Falecido: 14/05/1990

Nasceu em 25 de maio de 1929, em Barra Mansa, Rio de Janeiro.

Filho de João José de Souza Amaral e Jardelina Dantas do Amaral.

Graduou-se em 1953 pela Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil, atual UFRJ. Ainda como estudante, iniciou suas atividades no terreno da Obstetrícia, sendo aprovado no concurso para 1º Interno da Maternidade Clara Basbaum, dirigida pelo professor Francisco Carlos Grelle, com monografia intitulada: “Aspectos Hematológicos do Estado Puerperal”.

Frequentou ainda como estudante o Serviço do Professor Arnaldo de Moraes, iniciando ao mesmo tempo treinamento em Medicina e Cirurgia de urgência, quando foi admitido como Interno por concurso do Pronto Socorro da Prefeitura do Antigo Distrito Federal e o Serviço de Cirurgia do Antigo Instituto de Pensões e Aposentadoria dos Industriários (IAPI), onde mais tarde iria exercer como médico o cargo de Cirurgião Geral do Serviço.

Foi chefe de Equipe nos períodos de 1954 a 1970, exercendo durante quatro anos o cargo de Vice-Diretor da Maternidade.

Em 1956, foi aprovado no concurso público de Títulos e Provas para Médico Efetivo do Hospital dos Servidores do Estado, na especialidade de Obstetrícia, galgando, em 30 anos de atividades como médico obstetra daquele hospital, todas as funções. Exerceu a chefia do “Serviço de Obstetrícia de Alto Risco”, e o cargo de Coordenador de Ensino do Setor de Obstetrícia.

Chefiou ainda o Serviço de Obstetrícia do Hospital São João Batista da Prefeitura Municipal de Volta Redonda de 1972 a1976, e a Maternidade Alexandre Fleming de 1970 a 1981.

Exerceu intensa atividade profissional e científica, o que pode ser verificado pelas funções atestadas como Consultor Científico do Serviço de Obstetrícia da Companhia Siderúrgica Nacional; Membro do conselho Superior de Medicina e cirurgia; Vice-Presidente de quatro Encontros Estaduais de Ginecologia e Obstetrícia; Presidente da Comissão Executiva do VIII e IX Encontros Estaduais de Ginecologia e Obstetrícia; Presidente da Comissão do 1º Encontro Nacional do Estudo da Mortalidade Materna e Presidente da Comissão de Mortalidade Materna da Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia.

Foi eleito ainda Presidente da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do Estado do Rio de Janeiro, cargo que ocupou no triênio 1983 a 1985.

A carreira Universitária, no entanto, sempre foi uma das metas do professor Luiz Beethoven do Amaral, obtendo, em 1963, o Título de Livre Docente de Clínica Obstétrica da Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil (atual UFRJ) e, posteriormente, a Cátedra de Obstetrícia da Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro (atual UNIRIO), onde ocupou também a função de Professor Titular.

Na UNIRIO, desempenhou ainda os cargos de Chefe do Serviço de Obstetrícia do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle; Sub-Chefe do Departamento de Cirurgia Geral e Especializada; Representante dos Professores Titulares junto ao Conselho ao Universitário e Membro da Comissão de Internato do Curso de Medicina.

Ocupou ainda os seguintes cargos Universitários: Professor efetivo na Especialidade de Obstetrícia da Escola de Pós-graduação Médica Carlos Chagas; Professor Titular de Obstetrícia do Desenvolvimento Materno Infantil da Faculdade de Ciências Médicas de Nova Iguaçu; Professor Titular da Disciplina de Obstetrícia da Escola de Ciências Médica de Volta Redonda (até 1977).

Ministrou, coordenou e organizou 102 cursos e foi Professor Colaborador em mais 72. Participou de 66 conclaves científicos, entre Congressos e Jornadas, nos quais apresentou 37 trabalhos.

Proferiu centos e sessenta e seis palestras, conferências e aulas, e, participou de cento e duas mesas redondas, fóruns, discussões informais e colóquios. Participou de 104 bancas examinadoras de Internato, Médico, Mestrado, Doutorado, Livre Docência e Professor Titular.

Foi Membro de 15 Sociedades Médicas, das quais duas internacionais. Foi também colaborador do corpo de editorial de oito revistas Médicas, chegando a publicar um livro-texto de Obstetrícia; 45 trabalhos científicos, e uma memória de admissão para a Academia Nacional de Medicina.

Na ocasião de sua candidatura a Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, apresentou memória intitulada “Cirurgia de Insuficiência Istmocervical na Gravidez: Estudo Comparativo de Duas Técnicas”.

Faleceu em 14 de maio de 1990.