Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Julio Rodrigues de Moura

Membro Titular

Eleito: 21/04/1884 - Posse: 21/04/1884 - sob a Presidência de  Agostinho José de Souza Lima

Falecido: 12/07/1892

Nasceu em 24 de abril de 1839, na cidade do Rio de Janeiro. Filho de Manoel Rodrigues de Moura.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1861, defendendo a tese intitulada “Fistulas vesico-vaginais”.

Estudioso e exímio escritor, tornou-se colaborador da revista “Gazeta Médica da Bahia” no período de 1867 a 1869, e redator da “Revista Medica do Rio de Janeiro – Jornal de Sciencias Medicas, Cirúrgicas e Naturaes” a partir de 1873.

Após a fundação da Policlínica do Rio de Janeiro, em 1881, atuou no serviço de Patologia Intertropical ao lado do Dr. Francisco Borges de Souza Dantas.

Foi um dos fundadores e redatores da revista “União Médica” no ano de 1881 ao lado ilustres doutores Silva Araújo, Carlos Arthur Moncorvo de Figueiredo, José Cardoso de Moura Brasil, dentre outros.

Seus estudos o levaram a publicar uma série de artigos entre 1881 e 1882 intitulados "Apontamentos para servirem de base ao estudo das estações climatéricas brasileiras mais aconselhadas para o tratamento da tísica pulmonar”. Neste período da história do Brasil, era comum os médicos aconselhavam determinados pontos do país como únicos possuidores de clima adequado para o restabelecimento dos tísicos.

Em 1883, em decorrência da nomeação por concurso do Dr. Belisário Araújo, assumiu a direção administrativa da então Casa de Saúde São Sebastião e do Hospício dos Alienados.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1884, apresentando a memória intitulada “Hipohemia intertropical com ankilostomose duorenal”.

Foi membro de sociedades e associações nacionais, porém cabe destacar que foi membro da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, e, integrou a reforma dos estatutos em 1887.

Faleceu em 12 de julho de 1892, na cidade de Petrópolis, no Estado do Rio de Janeiro.