Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

José Ferreira Anjo Coutinho (Cadeira No. 11)

Membro Titular

Secção de Medicina

Cadeira No. 11 - Patrono: Antonio Austregésilo Rodrigues Lima

Eleito: 21/04/1885 - Posse: 28/04/1885 - sob a Presidência de Agostinho José de Souza Lima

Falecido: 31/07/1935

Nasceu em 27 de agosto de 1845, na cidade do Rio de Janeiro (RJ).

Filho de Joaquim Ferreira Coutinho e Leocádia Lopes Araújo Coutinho.

Formou-se em medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro (1869). Durante o curso fez parte de diversas associações acadêmicas cientificas e literárias, tendo sido presidente do Instituto Acadêmico.

Prestou serviços clínicos à Caixa de Socorros D. Pedro V, pouco depois de fundada, de 1870 a 1876.

Em 1873 foi nomeado por proposta do Dr. José Pereira Rêgo e autorizado pelo Ministro do Império, conselheiro João Alfredo, membro da Comissão Sanitária do distrito de Santa Rita, para auxiliar a Junta Central de Higiene, no combate à febre amarela, onde serviu até 1880.

Em 1881 foi nomeado membro adjunto da Academia Imperial de Medicina, com aprovação do Governo Imperial, sendo, em 1885, Membro Titular e, finalmente em 1915, Membro Honorário.

Em julho de 1886, foi nomeado pelo Ministro do Império, Barão de Mamoré, para fazer parte da comissão organizadora do Colégio Farmacêutico Brasileiro.

Em 1890 foi nomeado, pelo Governo Provisório, médico da Casa de São José. Foi um dos fundadores da Liga Brasileira contra a Tuberculose, ao lado do Drs. Azevedo Lima e Rêgo Cesar. Serviu a está instituição durante 20 anos, tendo sido médico e diretor do Dispensário Azevedo Lima, passando, de sócio contribuinte a benemérito. Fez clinica durante 66 anos.

Com a memória “ A formula em terapêutica”, candidatou-se a uma vaga na classe de Membros Titulares.

Principais títulos: “ A descripção de myelite. Investigação sobre as suas causas em geral e principalmente sobre a influência que as febres intermitentes, perniciosas e typhoides porventura exercem sobre sua existência”- tese de doutoramento defendida em 07 de dezembro de 1869, (Rio. Tip. Perseverança, 1869), 4º gr. de 128 p.; “ A formula em therapeutica”, memoria, nos “Anais Brasilienses de Medicina”, tomo XXXIII, p 231 a 312,1882, com que concorreu ao lugar de membro adjunto da Academia Imperial de Medicina, em 1881 e “O vomito em therapeutica. Vomitivos, indicações e contraindicações”, Rio-1905.

Faleceu em 31 de julho de 1935, na rua Barão de Itapagipe (RJ).