Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

José Carlos do Valle (Cadeira No. 13)

Membro Titular

Secção de Medicina

Cadeira No. 13 - Patrono: Benjamin Antônio da Rocha Faria

Eleito: 03/11/2005 - Posse: 21/03/2006 - sob a presidência de Antonio Luiz de Medina

Saudado por: Aloysio de Salles Fonseca

Antecessor: Rubens Carlos Mayall

Nasceu em 04 de junho de 1940, no Rio de Janeiro (RJ).

Filho de Francisco Felício do Valle e Maria de Lourdes Barros do Valle. Graduou-se em Medicina pela Universidade do Estado da Guanabara (atual UERJ), em 1964.

Em 1966, ingressou no Instituto Nacional de Câncer (Ministério da Saúde), onde exerceu os cargos de Presidente do Centro de Estudos, Chefe do Serviço de Clínica Médica, Coordenador da Residência Médica, Chefe do CTI, entre outros. Professor Livre Docente e Doutor em Clínica Médica por concurso na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), em 1972.

Teve intensa atividade na Baixada Fluminense, onde exerceu as funções de Secretário Municipal de Saúde de São João do Meriti (1970-1971), Secretário Municipal de Saúde de Nova Iguaçu (1976-1977), Presidente fundador do Rotary Club Nova Iguaçu Leste, Presidente da Associação Médica de Nova Iguaçu, e, ao lado do Acadêmico Professor Fioravanti Di Piero, e outros ilustres médicos, criaram a Faculdade de Ciências Médicas da atual Universidade de Nova Iguaçu (Unig), onde, por 13 anos, foi professor Titular de Clínica Médica e Oncologia.

De 1979 a 1985, foi diretor do Hospital de Oncologia do Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (INAMPS - Ministério da Saúde), quando reestruturou o hospital, dando novas diretrizes e sendo, por isso, considerado como padrão de excelência na América do Sul pela União Internacional de Combate ao Câncer (UICC), com sede em Genebra. Com a extinção do INAMPS, o Hospital de Oncologia passou a integrar o Instituto Nacional de Câncer (Inca), sendo denominado Hospital do Câncer II. De 1991 a 1996, chefiou o Serviço de Oncologia do Hospital de Câncer II. Após sua gestão como diretor no Hospital de Oncologia, retornou ao Hospital de Câncer I, situado na Praça da Cruz Vermelha, quando, na sua sugestão, foi criado o Núcleo de Normas e Procedimentos, tendo sido seu estruturador e primeiro dirigente.

Foi Presidente da Sociedade de Cancerologia do Estado do Rio de Janeiro (1988 a 1991); Presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (1989 a 1991), quando presidiu o 7⁰ Congresso Brasileiro de Oncologia Clínica; Honorário da Associação dos Ex-Médicos Residentes do Inca; Vice-presidente da Pan American Medical Association - Seção Câncer (1988). Membro Titular Emérito da Sociedade Brasileira de Cancerologia; Membro Titular Emérito da Sociedade Brasileira de Mastologia; Titular do American Society of Clinical Oncology; Titular do American College of Chest Physicians; da New York Academy of Sciences, entre outras sociedades. Frequentou centenas de congressos no Brasil e no exterior, assim como cursos no MD Anderson Cancer Center (Texas - EUA, 1978), no Memorial Sloan-Kettering Cancer Center (Nova York - EUA, 1978); no Instituto de Câncer da União Soviética (Moscou - URSS, 1986), no Istituto Europeo di Oncologia (Milão - Itália, 1999).

Tem inúmeros artigos publicados sobre câncer no Brasil e no exterior, além dos livros: Câncer Locorregional Avançado; Controle de Câncer: Uma Proposta de Integração Ensino-Pesquisa (coautor em três edições); A Semiologia e a Clínica nos Tempos dos Exames Complementares (em colaboração com os Acadêmicos Mário Barreto Corrêa Lima e José Galvão Alves), além de dezenas de capítulos em livros médicos.

Entre premiações e distinções, foi agraciado com os prêmios: Amadeu Fialho do Centro de Estudos do Inca (1967); o prêmio nacional Cyanamid-Lederle de 1991; prêmio Costa Junior da Academia Nacional de Medicina (1987); medalha de Mérito Dr. Sales Teixeira do Município de Nova Iguaçu; Comenda Colar Grã-Cruz Professor Dr. Oswaldo Cruz e Comenda Albert Sabin do Mérito Médico, ambas outorgadas pela Sociedade Cívica Cultural Brasileira; a distinção de Cavaleiro Magistral da Ordem Imperial Constantiniana Militar de São Jorge - outorgada pelo Príncipe Conmène-Paléologue (Grão Mestre), entre outras.