Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Henrique Dias Duque Estrada (Patrono da Cadeira No. 04 e Membro Titular da Cadeira No. 08)

Patrono da Cadeira Nº 04

Secção de Medicina

Membro Titular

Cadeira Nº 08 - Patrono: João Vicente Torres Homem

Eleito: 22/09/1904 - Posse: 22/09/1904 - Sob a presidência de Joaquim Pinto Portella

Emérito: 19/10/1933

Falecido: 27/08/1951

Nascido a 27 de junho de 1871, em Magé, Rio de Janeiro, filho de Luiz Dias Duque Estrada e de D. Joaquina Caminha da Veiga.

Bacharel em Ciências e Letras pelo Colégio Pedro II, graduou-se em Medicina pela Faculdade do Rio de Janeiro, em 29 de janeiro de 1898, apresentando a tese intitulada “Tratamento do pé torto varus equinos congênito na infância”.

O Dr. Henrique Dias Duque Estrada foi durante muitos anos assistente do Prof. Miguel Couto, da célebre 7ª Enfermaria da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro, ao lado de Oswaldo de Oliveira e Aloysio de Castro. Foi Livre Docente da cadeira de Clínica Médica da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro.

Sua cultura ímpar e imensa prática médica o autorizavam a ambicionar uma Cátedra na Faculdade de Medicina, mas sua timidez, seu temperamento humilde e nervoso não o ajudavam. Com grande mágoa para o Mestre Miguel Couto, desistiu desse sonho.

Henrique Dias deixou publicados vários trabalhos sobre temas diversos de Clínica Médica, destacando-se: "Poliorominite", "Astasia-abasia", "Tetania", "Pneumotorax artificial", "Diagnóstico funcional do coração", "Neurotabes periférica", "Lues da veias e dos linfáticos", "O fígado da uncinariose", "Punção do baço no diagnóstico da malária" e muitos outros que abrangem a patologia cardíaca, respiratória, digestiva e neurovegetativa.

Como dicionarista, em colaboração com Dr. Alex Hauer, editou o Dicionário Alemão-Português de Termos Médicos. Este dicionário foi publicado em 1911, contendo 237 páginas, acrescidas de várias indicações sobre Universidades na Alemanha, revistas médicas alemãs e estações balneárias e climáticas mais citadas na literatura alemã.

Foi eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, em 1904, e exerceu o cargo de 2º Secretário nos períodos de: 1913-1914; 1914-1915; 1915-1916. Para o livro que a Academia Nacional de Medicina publicou, por ocasião do centenário do ensino médico no Brasil, escreveu Henrique Dias Duque Estrada um minucioso estudo sobre a bibliografia da hematologia do beribéri.

Foi sócio efetivo da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro.

Faleceu a 27 de agosto de 1951, no Rio de Janeiro.

Agenda
    Em maio
  • 30/5/2017 - 20:00 - Sessão Solene de Posse de Honorário Nacional - Dr. Miguel Srougi