Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Henrique de Sá (Cadeira No. 20)

Membro Titular

Secção de Medicina

Cadeira No. 20 - Patrono: Francisco de Paula Cândido

Eleito: 16/04/1896 - Posse: 23/04/1896 - sob a Presidência de José Lourenço de Magalhães

Falecido: 18/06/1936

Nasceu em 5 de julho de 1856.

Em 1888 fez parte, juntamente com Benício de Abreu, Eduardo Chapot Prévost, Martins Costa, Carlos Antônio de Paula Costa, Alfredo Barcelos, Venâncio da Silva e Teodor Peckolt, uma comissão nomeada pelo presidente da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, Hilário Soares de Gouvêa, para investigar a vacina da febre amarela.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, em 1896, apresentando a memória intitulada “Esboço clínico da ataxia hereditária de Friedreich”. Durante o período em que esteve na instituição exerceu os cargos de Orador (1896-1897) e 2º Secretário (1897-1898).

Nomeado pela organização do 4º Congresso Brasileiro de Medicina e Cirurgia, realizado no Rio de Janeiro em 1900, para integrar a comissão encarregada de promover a fundação de um sanatório, na qual também participavam Benício de Abreu, Cypriano de Freitas, Celestino Vicente e outros médicos.

Foi membro da Sociedade de Higiene do Brasil, colaborou no periódico “O Brazil-Medico. Revista Semanal de Medicina e Cirurgia”, e redator-chefe da “Revista da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro”, editada desde 1896 pela Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro.

Publicou vários trabalhos de sua especialidade, dentre estes “Tratamento da nevralgia” (1900), “Suggestão curativa” (1900), “Tratamento da bronchite nas creanças” (1900), Tratamento do cancro epitelial” (1900), “Tratamento da pneumonia catarral em creanças de 8 mezes” (1900), “O Carbunculo. Sua transmissão ao homem” (1900), “Solução para injecções hypodermicas de ergotina” (1900), “Nevralgia do trigêmeo” (1901), “Tratamento da febre amarella” (1929), “Hydropericardite” (1929), “Aplicação da sihina em um caso de hematúria com feliz resultado” (1929), “Psittacose” (1931), “Operação de Esttander”.

O Acadêmico Henrique de Sá faleceu em 18 de junho de 1936.