Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Hélio Aguinága (Cadeira No. 62)

Membro Titular

Secção de Cirurgia

Cadeira No. 62 - Patrono: Augusto Brant Paes Leme

Eleito: 30/04/1987 - Posse: 09/06/1987 - sob a presidência de José de Paula Lopes Pontes

Saudado por: Sergio d'Avila Aguinága

Antecessor: Waldyr Gonçalves Tostes

Falecido: 07/05/2015

Nasceu em 08 de junho de 1916 na cidade de Lençóis Paulistas, São Paulo.

Ingressou no curso de Medicina da Faculdade Nacional de Medicina da então Universidade do Brasil (atual UFRJ) em 1934, onde se graduou em 1939. Fez, então, residência médica por dois anos no Hospital Universitário da Universidade de Michigan, EUA, onde realizou também Pós-graduação em Ginecologia e Obstetrícia, Anatomia Patológica e Clínica Médica.

Estagiou por dois meses no hospital Lying-Inn de Chicago (EUA), no Serviço de Ginecologia. De volta ao Brasil, participou de cursos de Ginecologia e Obstetrícia na UFRJ. Ingressou, em 1942, como médico do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital-Escola São Francisco de Assis, da UFRJ, onde se tornou Chefe de Clínica Ginecológica em 1946, e Chefe do Serviço de Ginecologia, em 1969.

Foi Chefe do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia da Policlínica de Pescadores do Ministério da Agricultura (1944-1945). Fundou, organizou e dirigiu, no ano de 1974, o Centro de Pesquisas de Assistência Integrada à Mulher e à Criança (CPAIMC), que presta serviços às populações carentes da cidade do Rio de Janeiro.

A vida profissional intensa como médico não afastou o interesse pela literatura, particularmente pela História. Publicou seu primeiro romance, “Crepúsculo”, em 1949, pela Editora Pongeti. Durante 15 anos, colaborou na página 11 do Jornal do Brasil com artigos que cobriam população, economia e política. Ganhou o prêmio de teatro “Arthur de Azevedo”, de 1989, da Academia Brasileira de Letras.

Na ocasião de sua posse na Academia Nacional de Medicina, apresentou memória intitulada “Laparoscopia Pélvica”.

Além de membro da Academia Nacional de Medicina, Hélio Aguinaga foi Diretor-Presidente do Centro de Pesquisa de Assistência Integrada à Mulher e à Criança (1975-1993); Membro da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana e do Conselho de Curadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro; Sócio-Efetivo da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro; Sócio-Fundador do Clube dos Médicos; Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana (1979); Sócio da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do Estado do Rio de Janeiro; Sócio da Sociedade Brasileira de Cancerologia e Sócio do Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro.

Recebeu diploma e Medalha do Pacificador outorgados pelo Ministro de Estado do Exército por assinalados serviços prestados; diploma de reconhecimento por serviços prestados à Universidade Federal do Rio de Janeiro; Medalha Comemorativa do Jubileu de Ouro da Universidade Federal do Rio de Janeiro; Medalha Militar de Caxias (1975). Foi Comendador da Associação dos Cavaleiros da Soberana e Militar Ordem de Malta (1984).

Faleceu em 07 de maio de 2015.