Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Francisco Portella

Membro Titular

Eleito: 05/12/1859 - Posse: 12/12/1859 - sob a Presidência de Manoel Feliciano Pereira de Carvalho

Falecido: 22/12/1913

O Dr. Francisco Portella nasceu no dia 22 de julho de 1833, em Oeiras, no Estado Piauí. Foi um médico e político brasileiro.

Doutorou-se pela Faculdade da Corte em 1857. Foi eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1859, apresentando Memória intitulada “Contágio e infecção nas moléstias”.

Em Campos dos Goytacazes, onde havia fixado residência, foi médico de clínicas, foi redator da Monitor Campista, jornalista, Diretor da Revista Physico Clínica. Lá foi também eleito Vereador e Deputado Provincial pelo Partido Liberal.

Fundou o Jornal A República em 1872. Integrou a Comissão Executiva do Partido Republicano Fluminense em 1888. Fundou também em Campos a Sentinela da Constituição.

Ajudou na construção da estrada de ferro Carangola, visando a distribuição de água potável para a cidade de Campos; dentre outras providências destacáveis.

Foi nomeado Presidente do Estado do Rio de Janeiro por decreto do Marechal Deodoro da Fonseca, em novembro de 1889, tendo recebido este das mãos do então comandante da Força Policial, Francisco Silva. Também foi eleito como primeiro Presidente Constitucional do Estado em 11 de maio de 1891, tendo como vice Artur Getúlio das Neves.

Após a dissolução do Congresso Nacional em 3 de novembro de 1891, o Dr. Portella renunciou ao governo fluminense em 10 de dezembro. Foi ainda deputado federal, em 1909, e, em seguida, senador.

Seu nome é homenageado no distrito de Governador Portella, situado no município fluminense de Miguel Pereira e em uma escola municipal de Teresópolis, a Escola Municipal Governador Portella.

Em 1912, com a morte de Quintino Bocaiúva, o Dr. Portella tornou-se o seu sucessor, aos 79 anos de idade. No Senado, foi Membro da Comissão de Comércio, Agricultura, Indústria e Artes.

Faleceu no ano seguinte, no dia 22 de dezembro de 1913.