Academia Nacional de Medicina

Português Inglês


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Sessão de 28 de novembro de 2019 - Com votação histórica e clima fraternal, Rubens Belfort é eleito novo presidente da ANM

Após a atualização do Estatuto da Academia Nacional de Medicina, realizada durante a gestão do Acadêmico Jorge Alberto Costa e Silva, ocorreu, na última quinta-feira (28), a eleição para a Diretoria do biênio 2020-2021. Fundada sob o reinado do imperador D. Pedro I, em 30 de junho de 1829, a Academia é a instituição científico-cultural mais antiga do Brasil, e já teve como Presidentes importantes nomes da Medicina brasileira – eleito, o Professor Rubens Belfort deixa sua marca como 66º presidente da instituição.

O Presidente Jorge Alberto Costa e Silva conduziu os trabalhos da eleição, que contou com a presença massiva do Corpo Acadêmico

Concorrendo em chapa única, a eleição do Acadêmico reúne diversas peculiaridades: Rubens Belfort é o primeiro presidente eleito para a Academia Nacional de Medicina que reside fora do Rio de Janeiro. Sua eleição reafirma o caráter nacional da instituição, que também é reforçado pelo fato de o Acadêmico ser membro de outras importantes instituições científicas nacionais, como a Academia Brasileira de Ciências - antes de Belfort, o último presidente da ANM a ser membro das duas instituições foi o Dr. Olympio Oliveira Ribeiro da Fonseca, que presidiu entre os anos de 1961 e 1963.

Eleito como Membro Titular em fevereiro de 1999, Rubens Belfort tomou posse no dia 25 de maio de 1999 para a cadeira de número 64 da Secção de Cirurgia, patronímica de Henrique Guedes de Mello, em decorrência do falecimento de Carlos Paiva Gonçalves. Nascido em São Paulo, o Acadêmico graduou-se em Medicina em 1970, pela Escola Paulista de Medicina, hoje Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP onde também se especializou em Oftalmologia. Na EPM ocupou várias posições, incluindo de Professor Assistente, Professor Adjunto, Livre Docente, Coordenador de Residência, Coordenador do Curso de Pós-Graduação, Chefe de Disciplina e Chefe do Departamento de Oftalmologia, além de Membro da Congregação da EPM e do CONSU da UNIFESP. Na instituição, é Professor Titular de Oftalmologia desde 1981. É Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico da Presidência da República e cientista nível 1-A do CNPq.

Outros grandes nomes da instituição foram consagrados nesta eleição, em chapa que reúne tanto novos membros da instituição, como o nefrologista José Osmar Medina, o cirurgião plástico José Horácio Aboudib Jr. e o radiologista Giovanni Guido Cerri, e também nomes consagrados da egrégia casa, como o também nefrologista Omar da Rosa Santos e o patologista Carlos Alberto Basílio de Oliveira. Além deste fato, a gestão também promete dar continuidade aos principais projetos em curso na instituição, valorizando uma gestão horizontal e em constante contato com as gestões dos Acadêmicos Jorge Alberto Costa e Silva (2017-2019) e Francisco Sampaio (2015-2017).

A eleição, que contou a presença significativa dos Acadêmicos - foram registrados no Livro de Presença 81 presentes, entre Membros Titulares e Eméritos - consagrou a nova Diretoria, que registrou um dos maiores índices de aprovação em eleições da ANM. A solenidade de posse da nova Diretoria está agendada para o dia 3 de março de 2020, a ser realizada na sede da instituição, no Rio de Janeiro. Confira a seguir a composição da nova diretoria: Rubens Belfort Mattos Jr. (Presidente), José Galvão-Alves (1º Vice-Presidente), Omar da Rosa Santos (2º Vice-Presidente), Ricardo Cruz (Secretário-Geral), Carlos Eduardo Brandão Mello (1º Secretário), José Horácio Aboudib Jr. (2º Secretário), Oswaldo Moura Brasil (Tesoureiro), Milton Meier (1º Tesoureiro), Manassés Claudino Fonteles (Orador), Carlos Alberto Basílio (Diretor de Biblioteca), Cláudio Tadeu Daniel-Ribeiro (Diretor de Arquivo), Giovanni Cerri (Diretor de Museu), José Osmar Medina (Presidente da Secção de Medicina), José Camargo (Presidente da Secção de Cirurgia) e Marcello Barcinski (Secção de Ciências Aplicadas à Medicina).

Ao final das eleições, no clima fraternal que é característico da quase bicentenária instituição, foi oferecido um coquetel a todos os presentes, congregando membros da atual gestão e das gestões anteriores com os demais Acadêmicos e convidados, que expressaram júbilo pela noite história transcorrida na Academia Nacional de Medicina.

Acadêmicos Francisco Sampaio, Carlos Paiva Gonçalves Filho e Rubens Belfort durante o coquetel realizado após a eleição


Faça o download de nosso APP

       

Av. General Justo, 365, 7° andar
Rio de Janeiro - 20.021-130
Tel: (21) 3970-8150