Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Ernesto de Freitas Crissiuma (Cadeira No. 36)

Membro Titular

Secção de Cirurgia

Cadeira No. 36 - Patrono: Firmino von Doellinger da Graça

Eleito: 19/05/1885 - Posse: 19/05/1885 - sob a Presidência de Agostinho José de Souza Lima

Falecido: 11/10/1920

Nasceu em 23 de agosto de 1852, na cidade de Barra Mansa, no Estado do Rio de Janeiro. Filho de Francisco Antônio de Freitas Crissiúma e de Carolina Maria de Carvalho.

Entre outros filhos, era pai de Ernesto de Freitas Crissiúma Filho, nascido em 10 de setembro de 1882, e que também era membro da Academia Nacional de Medicina.

Doutorou-se em medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1875, defendendo a tese intitulada “Diagnóstico das moléstias do fígado e seu tratamento”.

Por concurso, em 1883, tornou-se médico adjunto e lente da 1ª Cadeira de Clínica Cirúrgica da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1885, apresentando a memória intitulada “Da fratura transversa da rótula”.

Ainda na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, exerceu o cargo de lente catedrático de Anatomia em 1891 e adjunto na Cadeira Clínica de Partos e Moléstias da Mulher com especialidade em moléstia das mulheres e das vias genito-urinárias de ambos os sexos.

Atuou como cirurgião da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro e no Hospital da Penitência.

Foi membro de conselhos e comissões examinadoras para magistério superior, sociedades e associações nacionais e internacionais, tais como membro da Sociedade Médico-Cirúrgica do Rio de Janeiro e membro da Societé d'Urologie de Paris.

Publicou vários trabalhos de sua especialidade, dentre estes "Diagnóstico das Moléstias do Fígado e seu Tratamento" (1875); "Diagnóstico e Tratamento da Coxalgia" (1881); "Estudo Crítico sobre a Operação de Pirogoff" (1882); "Da Fratura Transversa da Rótula" (1886).

Faleceu na cidade de Paris, na França, em 11 de outubro de 1920 e foi sepultado em 14 de novembro de 1920 no cemitério de São João Batista, no Rio de Janeiro.

Agenda
    Em maio
  • 30/5/2017 - 20:00 - Sessão Solene de Posse de Honorário Nacional - Dr. Miguel Srougi