Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Eduardo Júlio Janvrot

Membro Titular

Secção de Ciências Aplicadas à Medicina

Eleito: 12/12/1859 - Posse: 19/12/1859 - sob a Presidência de Manoel Feliciano Pereira de Carvalho

Falecido: 29/09/1892

O Dr. Eduardo Júlio Janvrot nasceu no dia 08 de outubro de 1831, em Paris.

Graduou-se em Farmácia pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1854.

Foi eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1859, apresentando Memória intitulada “Algumas palavras sobre o óleo de fígado de bacalhau”.

O Instituto Farmacêutico do Rio de Janeiro foi criado ainda durante a existência da Sociedade Farmacêutica Brasileira e defendia propostas semelhantes à esta, sendo fundado estrategicamente na data do aniversário da Princesa Isabel, 29 de julho de 1858, que tornou-se uma de suas principais patrocinadoras. O Dr. Janvrot, um dos seus fundadores, foi o seu Presidente por 24 anos. Sob essa função, ajudou também a criar a Escola de Humanidades e Ciências Farmacêuticas.

Por ocasião da inauguração da Sociedade, foi criado um regulamento provisório que determinou suas bases e suas disciplinas. Segundo o relatório, de autoria de Janvrot, e apresentado ao Instituto Farmacêutico em 1874, dentre as disciplinas oferecidas no curso de Ciências Farmacêuticas, ele estava encarregado do curso de farmácia teórica e prática.

O Dr. Janvrot lutou arduamente em muitas oportunidades em contato com órgãos científicos de classe junto com outros homens importantes, como Ezequiel Corrêa dos Santos, Silva Costa, Corrêa Dutra, Oliveira Fausto, Almeida Rego e Eugênio Marques de Hollanda pelo direito dos farmacêuticos brasileiros de obtenção do Código Nacional de Farmácia.

Faleceu no dia 29 de setembro de 1892, no Rio de Janeiro.