Academia Nacional de Medicina

Português Inglês


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Sessão do dia 26 de julho de 2018 – Academia Nacional de Medicina realiza simpósio sobre Conceitos em Cirurgia Plástica

Em Sessão da última quinta-feira, 26 de julho, ocorreu na ANM o simpósio “Conceitos em Cirurgia Plástica”, sob organização dos Acadêmicos Talita Franco, Claudio Cardoso de Castro e José Horácio Aboudib. O evento abordou aspectos cirúrgicos em diversos tipos de procedimentos, a responsabilidade médica envolvida na realização de cirurgias estéticas e reconstrutoras, e o bem-estar do paciente.

Na mesa diretora, os Drs. Fabio Nahas e Sergio Lessa junto aos Acadêmicos José Horácio Aboudib, Antonio Nardi, Claudio Cardoso de Castro e Talita Franco

O Prof. Sérgio Lessa, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, deu início ao simpósio com palestra intitulada “Plástica das Pálpebras”, onde versou sobre a blefaroplastia: procedimento simples e eficaz que busca melhorar o aspecto das pálpebras superiores e inferiores, rejuvenescendo a região em torno dos olhos. Segundo o especialista, a cirurgia é indicada para quem tem excesso ou flacidez de pele nas pálpebras, bolsas de gordura na pálpebra inferior e para pacientes com ptose (queda da pálpebra por causas musculares) ou pseudoptose palpebral (queda da pálpebra em função do excesso de pele). O procedimento pode ser realizado também para remoção de xantelasmas (bolhas de colesterol que se formam nas pálpebras).

Apresentou os avanços na cirurgia das pálpebras, ressaltando novas técnicas ainda mais sofisticadas, não padronizadas e baseadas em recentes estudos anatômicos, que introduziram profundas modificações nas cirurgias e que dependem do perfeito entendimento da complexa anatomia óculo palpebral. Concluiu sua conferência apresentando fotos e vídeos de cirurgias realizadas por ele, nas quais foi possível observar os resultados comparando o pré e pós-operatório.

Em seguida, o cirurgião Ronaldo Pontes, uma das maiores autoridades em cirurgia de face, demonstrou os tipos de incisões que podem ser utilizadas, entre elas península temporal, frontal, e pré-intra capilar (mais comuns), e facial transversa, frontal reversa e frontal transversa, utilizadas em casos específicos e extraordinários. O especialista declarou que os avanços advindos da tomografia computadorizada facilitaram o diagnóstico e escolha do tipo adequado de abordagem incisiva para cada paciente.

O professor da Unifesp, Dr. Fábio Nahas discutiu o tema “Abdominoplastia”, explicando conceitos técnicos e de cuidados pré e pós-operatórios associados à plástica do abdômen. Em sua introdução, apresentou dados referentes às taxas de sobrepeso e obesidade no Brasil - 51% dos brasileiros estão acima do peso ideal e 5,5 milhões apresentam obesidade mórbida -, ressaltando a importância da compreensão do perfil de cada paciente previamente ao tratamento cirúrgico.

Discorreu sobre a prevenção de complicações locais, como seroma (acúmulo de líquido embaixo da pele), necrose da pele e pseudobursa (cápsula fibrosa ao redor do seroma). Em sua conclusão, Fábio Nahas demonstrou os diferentes tipos de plicaturas e elucidou os recentes avanços na técnica proporcionados pela robótica.

Versando sobre Rinoplastia, o especialista Volney Pitombo discorreu sobre as técnicas aberta e semiaberta, indicando as vantagens e desvantagens de cada uma delas. Segundo ele, a primeira tem como principais vantagens a ampla exposição, diagnóstico preciso e maior facilidade de sutura e ensino, enquanto a segunda é menos invasiva, sem cicatriz aparente e requer um curto período de pós-operatório. Apresentou, ainda, fotos e vídeos de pacientes para indicar como é feita a escolha do tipo de abordagem cirúrgica para cada tipo de situação.

O cirurgião Farid Hakme apresentou em seguida palestra intitulada “Evolução da Cirurgia Plástica Brasileira”. A especialidade conta atualmente com 84 serviços de ensino credenciados no Brasil - 45% deles no estado de São Paulo e 36% no Rio de Janeiro - com um total de 693 alunos em todo o país. O médico indicou importantes aspectos da cirurgia plástica reparadora e estética; segundo o Dr. Farid Hakme não há diferenciação, uma vez que a cirurgia estética é equivalente à aplicação de técnicas reparadoras no campo estético.

Ressaltou que as cirurgias reparadoras podem ser utilizadas para recuperar pacientes que sofreram acidentes ou possuem doenças congênitas - fissura labial, traumatismo da face e reconstrução mamária, por exemplo – enquanto procedimentos estéticos servem para aprimorar o corpo do paciente com finalidade de embelezamento, como implantes capilares, cirurgias do contorno corporal e rinoplastia.

O Dr. Pedro Vital, do Hospital Albert Einstein, realizou em seguida a palestra “Plástica da Face”, onde abordou aspectos fundamentais da rotina do face lifting. O especialista demonstrou diferentes procedimentos e tipos de incisão possíveis na plástica de face, como a plicatura alta ou baixa do sistema músculo-aponeurótico facial, afirmando que o desafio do cirurgião consiste em notar as situações adequadas para a utilização de cada técnica, visando sempre o melhor resultado e bem-estar do paciente.

A última palestra do evento foi realizada pelo cirurgião Rolf Gemperli, Professor Titular de Cirurgia Plástica da USP, sobre o tema “Reconstrução de Mama”. O médico demonstrou as incidências de câncer de mama no Brasil - tumor mais presente nas mulheres, representando 20% entre todos os tipos – e reiterou a importância da interação entre oncologia, mastologia, radiologia e cirurgia plástica no tratamento da doença. De acordo com dados do INCA, uma em cada onze mulheres sofrem da neoplasia anualmente.

Rolf Gamperli discorreu sobre diferentes abordagens e comparando as vantagens e riscos cirúrgicos na realização de cada uma delas. Afirmou que não existe técnica perfeita e cada paciente deve ser analisado individualmente, ressaltando a necessidade de estímulo constante, maior integração multidisciplinar entre as distintas áreas de atuação no tratamento do câncer mamário e a realização de pesquisas translacionais em busca de resultados e benefícios na qualidade de vida, reabilitação e integração social do paciente.


Av. General Justo, 365, 7° andar
Rio de Janeiro - 20.021-130
Tel: (21) 3970-8150