Academia Nacional de Medicina

Português Inglês


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Sessão de 17 de maio de 2018 - Acadêmico Adib Jatene é homenageado na ANM

Na última noite de quinta-feira, 17 de maio, os Acadêmicos Silvano Raia e Fábio Jatene organizaram homenagem ao Acad. Adib Domingos Jatene na Academia Nacional de Medicina. Os confrades relembraram episódios marcantes da vida e carreira do cirurgião, além de características memoráveis de sua ilustre personalidade.

O Presidente da ANM, Jorge Alberto Costa e Silva, deu início à Sessão declarando que “não existem limites de palavras que possam descrever a grandeza deste médico e Acadêmico, que foi muito mais do que isto”. Antes de conceder a palavra ao Acad. Silvano Raia, afirmou ainda que esta é “uma homenagem que nos orgulha, por tê-lo como confrade”.

Acadêmicos Antonio Nardi, Fabio Jatene, Silvano Raia e o Presidente Jorge Alberto Costa e Silva ao final da homenagem à Adib Jatene

O confrade e companheiro de lutas, Silvano Raia, expressou uma emocionada mensagem exaltando o indivíduo que foi Adib Jatene, "homem forte, mas sereno; honesto, compreensivo com o erro dos outros, de poucas palavras. Não gostava de jogar conversa fora, mas era eloquente quando defendia suas ideias. Se orgulhava da cirurgia que praticava, mas era modesto e humilde, de hábitos simples". Relembrou ainda aspectos de sua carreira, sua atuação como Ministro da Saúde, seu pioneirismo dentro da cirurgia cardíaca e sua figura enquanto filho, irmão, marido e pai exemplar. Finalizou afirmando que Adib Jatene “ensinou muito a muitos, tanto pela palavra, quanto, e principalmente, pelo exemplo. Foi um ser humano simples e, ao mesmo tempo, de grandes dimensões. ”

Em seguida, o filho do homenageado, Acadêmico Fábio Jatene, fez uma breve apresentação sobre a trajetória profissional do pai, citações notáveis de sua carreira e fotos pessoais com sua família, seus quatro filhos, netos e bisnetos, a quem teve a oportunidade de conhecer antes de seu falecimento. Citou o dramaturgo alemão Bertoit Brecht, com uma passagem que considera exprimir precisamente como foi a vida do Professor Adib, "Há homens que lutam um dia e são bons, há outros que lutam um ano e são melhores, há os que lutam muitos anos e são muito bons. Mas há os que lutam toda a vida e estes são imprescindíveis.". Encerrou sua apresentação agradecendo pelas manifestações de carinho de todos os presentes, afirmando se sentir emocionado pela oportunidade de proferir tal encômio a seu pai.

A palavra foi então aberta aos Acadêmicos presentes, para que prestassem seus tributos à memória do Acadêmico Jatene. O Acad. Sergio Novis relembrou o episódio da eleição do Acad. Fábio Jatene, para membro titular da Academia Nacional de Medicina. Já o Acad. Paulo Buss versou sobre as “dimensões” de Adib Jatene: além de médico e cirurgião, o Acadêmico se destacou como uma figura humana, transformadora e grande formulador político, “sempre atencioso, ainda que na posição de Ministro da Saúde. Grande cirurgião, vencedor, campeão da medicina brasileira”.

O Acadêmico Aderbal Magno Caminada Sabrá ressaltou em sua mensagem as várias facetas do confrade, “homem, pai, médico exemplar, exímio cirurgião, inovador em técnicas cirúrgicas, que deixaram um legado incrível nessa especialidade”, e principalmente seu caráter educador, “excepcional educador médico, zelava pela escola de medicina com carinho sobre-humano e defendeu intransigentemente a boa qualidade de ensino". Declarou por fim que sua obra inesquecível lhe conferiu a imortalidade.

Manifestando sua gratidão ao Acadêmico Adib Jatene, o ex-Presidente da ANM, Acad Pietro Novellino, recordou a ocasião em que foi operado pelo médico e concluiu "não poderia deixar de expressar publicamente minha gratidão, e é o que eu faço nesse momento com grande emoção". Para finalizar a Sessão, o Acadêmico José Luiz Gomes do Amaral acrescentou comovido, "o valor das pessoas pode ser medido por seu legado. Dr. Jatene deixou uma imensa contribuição para a literatura médica; agregou e formou pessoas e escolas, e mais do que isso, sua figura está presente nesta instituição".

Adib Domingos Jatene nasceu em 4 de junho de 1929 em Xapuri, no Acre, e graduou-se em Medicina aos 23 anos pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Cardiologista, foi professor de diversas instituições de ensino e Diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Com seu pioneirismo, atuou de forma significativa na área de Bioengenharia, criando e aprimorando técnicas cirúrgicas. Descreveu, ainda, a técnica de correção de transposição dos grandes vasos da base, conhecida hoje como Operação de Jatene, a qual tem sido empregada, com sucesso, em vários Serviços de Cirurgia Cardíaca em todo o mundo.

Responsável por importantes cargos públicos, foi Secretário da Saúde do Estado de São Paulo, membro do Conselho Nacional de Seguridade Social, do Conselho Federal de Educação e Ministro de Estado da Saúde. Foi autor e coautor de cerca de 800 trabalhos científicos publicados na literatura nacional e internacional e recebeu inúmeros prêmios por suas atividades médicas.

Foi eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 18 de maio de 1989, apresentando memória intitulada “Tratamento Cirúrgico das Taquicardias da Síndrome de Wolff-Parkinson-White”. Faleceu em 14 de novembro de 2014.


Av. General Justo, 365, 7° andar
Rio de Janeiro - 20.021-130
Tel: (21) 3970-8150