Academia Nacional de Medicina

Português Inglês


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Academia Nacional de Medicina e EMS realizam Simpósio sobre micro-RNAs

Ainda que tenha entrado no período de recesso de suas Sessões regulares, a Academia Nacional de Medicina realizou, na última segunda-feira (18), uma importante atividade científica com o apoio da empresa EMS. A sessão, que abordou o uso do chamado micro-RNA como método terapêutico, apontou para uma nova fronteira no tratamento de inúmeras doenças, com especial destaque para a área oncológica.

Idealizada pelo Presidente Jorge Alberto Costa e Silva e conduzida pelo Acadêmico Ricardo Cruz, a organização do Simpósio convidou os Drs. Arthur A. Levin (Avidity Biosciences – EUA) e William S. Marschall (miRagen Therapeutics – EUA), considerados dois dos principais especialistas no tema e responsáveis por conduzir pesquisa de ponta acerca do assunto.

A Sessão, realizada em sua totalidade em inglês, representou mais um avanço das atividades do Núcleo Relações Institucionais da ANM, que vem desenvolvendo um importante trabalho na projeção da Academia Nacional de Medicina no cenário científico nacional e internacional. Também como fruto das atividades do Núcleo, além da transmissão ao vivo disponibilizada no sítio eletrônico da ANM, a Sessão foi simultaneamente transmitida pela National Academy of Sciences (EUA), instituição que recebeu a visita do Presidente Jorge Alberto Costa e Silva no dia 7 de dezembro, em Washington (EUA).

Os Acadêmicos Ricardo Cruz, Antonio Nardi, Jorge Alberto Costa e Silva (Presidente), o Dr. Daniel Salazar (EMS) e o Acadêmico Walter Zin

Nos discursos de abertura, tanto o Presidente Jorge Alberto Costa e Silva quanto o Vice-Presidente Antonio Egidio Nardi agradeceram a presença de todos, ressaltando a grande procura que recebeu essa atividade, evidência de que a pesquisa e a ciência no país estão “vivas” e sempre em busca de uma nova fronteira científica a ser transposta. O Dr. Daniel Salazar, Diretor Científico da EMS, fez uma breve apresentação sobre a história e a estrutura da empresa, que é líder do mercado farmacêutico brasileiro. Fundada há mais de cinquenta anos, a empresa atua nos segmentos de prescrição médica, genéricos, medicamentos de marca etc., com um importante viés de inovação em suas atividades. Dentre as parcerias estabelecidas, destacou universidades brasileiras como UFPE, USP e Unicamp, e outras empresas como InterHealth e AB-Biotics.

Em sua conferência, intitulada “Oligunucleotide Therapeutics: Now on Target with Antibody Oligonucleotide Conjugates (AOCs)”, o Dr. Arthur A. Levin (Avidity Biosciences) abordou o uso da terapia com oligonucleotídeos, apresentando os importantes trabalhos que vêm sido desenvolvidos a partir do sequenciamento genômico e suas principais aplicações. Salientou que, uma vez conhecida a sequência do micro-RNA mensageiro, torna-se possível projetar uma terapêutica gerada a partir de bases racionais, utilizando os modelos de Watson e Crick. Segundo o palestrante, esta é uma importantíssima oportunidade para a criação de novas opções terapêuticas, principalmente para doenças que possuíam limitadas perspectivas de tratamento. Como exemplo, abordou o uso da terapia com oligonucleotídeos no tratamento da Distrofia Muscular Duchenne, uma distrofia degenerativa causada por alterações no gene DMD, caracterizada por fraqueza, perda progressiva da função muscular e pseudo-hipertrofia.

A apresentação “Discovery and Development of micro-RNA targeting Therapeutics for the Treatment of Hematological Malignancies and Pathological Fibrosis”, ministrada pelo Dr. William S. Marschall (miRagen Therapeutics), abordou as pesquisas que identificaram micro-RNAs específicos que regulam, dentre outras funções, as alterações celulares que acompanham a fibrose. Segundo o palestrante, medicamentos que direcionam o micro-RNA fornecerão abordagens terapêuticas inovadoras para o tratamento de fibrose patológica. Afirmou, ainda, que o sequenciamento do micro-RNA tem potencial para classificar uma variedade de tumores. Destacou também a dupla função que pode ser desempenhada pelo micro-RNA: como um oncogene e como um gene supressor de tumor – propriedades de extrema importância para a utilização do micro-RNA como uma ferramenta terapêutica. Por fim, destacou que o micro-RNA está associado a uma grande variedade de doenças hematológicas, incluindo leucemia linfoblástica aguda, leucemia mieloide aguda, leucemia mielóide crônica, leucemia linfocítica crônica, linfoma difuso de células B grandes e linfoma de derrame primário.

Ao final das apresentações o Vice-Presidente Antonio Egidio Nardi mediou a rodada de perguntas e respostas, que teve duração de cerca de 45 minutos. Os Acadêmicos presentes, representantes de várias especialidades, questionaram os conferencistas a respeito dos desafios e perspectivas do uso dessa tecnologia, abordando temas como bioética e aplicabilidade para sistemas de saúde complexos como o modelo brasileiro.

Ao final do Simpósio, reunidos os Acads. Aderbal Sabrá, Omar da Rosa Santos, Ricardo Cruz, Manassés Fonteles, Walter Zin e Antonio Nardi junto aos palestrantes e dirigentes da EMS

Nas considerações finais, o Acad. Antonio Egidio Nardi fez um agradecimento especial a todos os envolvidos na realização da atividade e, celebrando o sucesso das conferências, o Dr. Daniel Salazar afirmou que a Sessão foi um “presente de Natal da ANM para toda a comunidade científica”.


Av. General Justo, 365, 7° andar
Rio de Janeiro - 20.021-130
Tel: (21) 3970-8150