Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Cláudio Amorim Goulart de Andrade (Cadeira No. 67)

Membro Emérito

Secção de Cirurgia

Cadeira No. 67 - Patrono: Fernando Augusto Ribeiro de Magalhães

Eleito: 06/06/1940 - Posse: 20/06/1940 - Sob a Presidência de Aloysio de Castro

Saudado por: Fernando Augusto Ribeiro de Magalhães

Antecessor: Pedro Paulo Paes de Carvalho

Emérito: 17/08/1972

Falecido: 26/07/1981

Nasceu no dia 5 de agosto de 1899, em Maceió, no Estado de Alagoas. Filho de Euzébio Francisco de Andrade e de D. Amélia Amorim de Andrade.

Doutorou-se pela Faculdade Nacional de Medicina do Rio de Janeiro em 1924, defendendo tese intitulada “Da rotação interna da cabeça”.

Ocupou diversos cargos técnicos, como assistente da Clínica Obstétrica da Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil, assistente e posteriormente chefe de clínica do Serviço de Ginecologia da Policlínica Botafogo a cargo do Dr. Bento de Castro, chefe de clínica da Cadeira de Ginecologia da Escola de Medicina e Cirurgia do Instituto Hahnemanniano.

Seus estudos sobre ginecologia e obstetrícia o levaram a enveredar pelo caminho do magistério, destacando-se nos cargos de professor catedrático interno e posteriormente efetivo da Cadeira de Ginecologia da Escola de Cirurgia e Medicina do Instituto Hahnemanniano, livre docente da Clínica Ginecológica da Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil.

Foi membro de conselhos e comissões examinadoras para magistério superior, sociedades e associações nacionais e internacionais, tais como, membro da Sociedade Internacional de Cirurgia, membro da Academia Medica Germano Ibero Americana, membro da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, membro da Sociedade de Obstetrícia e Ginecologia do Brasil, membro da Sociedade Brasileira de Ginecologia.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1940, apresentando memória intitulada “Colposcopia”. Durante o período em que esteve na instituição exerceu o cargo de 2º Secretário (1942-1943). Tornou-se Membro Emérito em 1972.

Publicou vários trabalhos de sua especialidade, dentre estes “Um caso de Apoplexia útero-placentar” (1927), “Auto transplantação de fragmentos do ovário” (1935), “Ruptura do Cisto do Corpo Amarelo, simulando uma crise de apendicite aguda” (1935), “Imperfuração da Hymen com Hematocolpos, Hematometrio e Hematosalpinge” (1936), “Molla hydatiforme – degeneração choriocarcinomatosa com metástase para o pulmão e vulva”.

Faleceu em 26 de julho de 1981.