Academia Nacional de Medicina

Português Inglês


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Carlos Henrique Robertson Liberalli (Cadeira No. 95)

Membro Titular

Secção de Ciências Aplicadas à Medicina

Cadeira No. 95 - Patrono: Joaquim Monteiro Caminhoá

Eleito: 10/09/1964 - Posse: 04/02/1965 - sob a presidência de Inaldo de Lyra Neves-Manta

Antecessor: Carlos Benjamin da Silva Araújo

Falecido: 26/09/1970

Nasceu em 13 de setembro de 1909, no Rio de Janeiro (RJ).

Filho de Carlos da Costa Liberalli e Daisy Robertson Liberalli.

Graduou-se em Farmácia pela Faculdade de Farmácia da Universidade do Rio de Janeiro, atual UFRJ, em 1927, e em Medicina pela Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, em 1934. Obteve doutorado em Farmácia em 1946 pela Universidade de São Paulo, obtendo o título de livre-docente.

Foi eleito Correspondente Nacional em 05 de junho de 1942, por proposta assinada por 11 Membros Titulares e Eméritos, datada de 07 de maio de 1942.

Catedrático de Farmacotécnica da Faculdade de Farmácia e Bioquímica da USP; Diretor da Faculdade de Farmácia e Odontologia de Piracicaba. Foi químico licenciado pelo Ministério do Trabalho (1936); Secretário Geral da Sociedade Brasileira de Química; Orador Oficial e Vice-presidente da Associação Brasileira de Farmacêuticos. Farmacêutico-Químico do Departamento Nacional de Saúde do Brasil (1931-1938), por concurso; Diretor técnico e Chefe do Departamento de Controle do Instituto Medicamenta Fontoura (São Paulo, 1939); Redator-Chefe da “Revista da Sociedade Brasileira de Química”; Membro da Comissão de Revisão da Farmacopeia Brasileira e da Comissão de Padronização Farmacêutica de São Paulo.

Presidente de Honra da Secção Científica do III Congresso Brasileiro de Farmácia (1939); Secretário Geral do III Congresso Farmacêutico e Bioquímico Pan-Americano e V Congresso Brasileiro de Farmácia (São Paulo, 1954); Membro Honorário da Secção de História da Farmácia do 5º Congresso Farmacêutico e Bioquímico Pan-Americano (Washintgon, 1957); Presidente do 1º Seminário dos Profissionais de Farmácia do Brasil (Recife, 1952).

Membro de diversas Sociedades Científicas, nacionais e internacionais, atuou como Presidente da Associação dos Professores de Farmácia do Brasil e da Sociedade de Farmácia e Química de São Paulo. Foi ainda Vice-Presidente da União Farmacêutica de São Paulo, da Sociedade Paulistana de História da Medicina e da Associação Brasileira de Farmacêuticos.

Dentre medalhas e condecorações, recebeu a Medalha Imperatriz Leopoldina do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, oficializada pelo Ministro da Educação; Medalhas Pirajá da Silveira e Gaspar Vianna, oficializadas pelo Ministério da Saúde; Medalhas Nina Rodrigues e Oscar Freire da Sociedade de Medicina Legal e Criminologia; Medalha da Sociedade Geográfica Brasileira; Medalha José Bonifácio de Andrada e Silva, da Sociedade Heraldica; Medalha do Patriarca, da Prefeitura de Santos; Medalha José Bonifácio, da Marinha de Guerra. Ordem ao Mérito do Infante D. Henrique da Casa de Portugal, São Paulo. Laureado da Associação Brasileira de Farmacêuticos, com os prêmios: Carracido (internacional), Granado, Raul Leite e Monteiro da Silva.

Publicou dezenas de trabalhos especializados, entre eles “O Sistema Periódico e os Novos Elementos” e “Nova Reação para Ácidos-Alcoois”. Integrou comissões examinadoras de concursos e participou de diversos congressos, simpósios e mesas redondas, no Brasil e no Exterior.

Na ocasião de sua candidatura a Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, apresentou memória intitulada “Sobre a Determinação da Di-hidro-estreptomicina em Suspensões Complexas, para uso oral”.

Faleceu em 26 de setembro de 1970.


Faça o download de nosso APP

       

Av. General Justo, 365, 7° andar
Rio de Janeiro - 20.021-130
Tel: (21) 3970-8150