Academia Nacional de Medicina

Português Inglês


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Sessão de 25 de agosto de 2016 - Cirurgia Plástica é tema de Jornada na Academia Nacional de Medicina

Em mais uma edição das Jornadas de Cirurgia, a Academia Nacional de Medicina recebeu diversos especialistas na última quinta-feira (25), em tarde dedicada à Cirurgia Plástica, organizada pelos Acadêmicos Talita Franco e Claudio Cardoso de Castro.

O Dr. Rolf Gemperli; os Acads. Claudio Cardoso de Castro, Francisco Sampaio (presidente) e Talita Franco; o Dr. Osvaldo Saldanha

Homenageado pelo Presidente Francisco Sampaio, o Acadêmico Ivo Pitanguy, que também participara da organização da Jornada, teve sua trajetória profissional enaltecida, em especial menção aos seus méritos como médico. Falecido recentemente, o Acadêmico foi um dos brasileiros mais famosos da história, ao lado de nomes como Oscar Niemeyer e Santos Dumont.

Em apresentação sobre o Acad. Ivo Pitanguy, o Presidente Francisco Sampaio ressaltou a trajetória médica do cirurgião plástico

Apresentando palestra sobre “Reconstrução Mamária”, o Dr. Paulo Roberto Leal (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) apresentou fatores determinantes para realizar este tipo de procedimento: tumores em estágios iniciais, a existência de margens de segurança e a relação entre o tamanho o tumor e o tamanho da mama. O conceito de “Oncologia Estética” foi abordado pelo médico, que afirmou que sua aplicação vem ajudando a reduzir consideravelmente o número de mastectomias; apontou, ainda, que sem a presença de um cirurgião plástico na equipe cirúrgica os resultados são muito pobres.

O Dr. Paulo Roberto Leal destacou a importância da “Oncologia Estética”

O Dr. Paulo Roberto Leal afirmou que a utilização de próteses de silicone deve ser analisada com cuidado nestes casos, principalmente em decorrência das complicações associadas com tratamentos como a radioterapia.

Abordando “Mamoplastia de Aumento”, o Dr. Ronaldo Pontes (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) apresentou um histórico dos implantes, desde os implantes de Esponja de Ivalon até os implantes modernos. Um dos pontos destacados pelo cirurgião é que a análise patológica deve guiar o plano cirúrgico, determinando o que o médico deve ou não fazer em cada caso específico. O cirurgião chamou atenção para o fato de que existem diversas interferências relacionadas a doenças autoimunes que devem ser levadas em consideração na hora do procedimento.

O Dr. Ronaldo Pontes destacou as novas tecnologias para o implante de aumento de mama

O médico afirmou que o desafio permanente dos especialistas é a busca por novos tipos de revestimento, evidenciando o uso do poliuretano, que possui maior biocompatibilidade com o organismo humano. Além destas vantagens, reduz a retração capsular com endurecimento da mama – uma das principais complicações observadas nestes casos.

Em seguida, foi a vez do Dr. Volney Pitombo, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, abordar “Rinoplastia”. Em sua palestra, ressaltou que é preciso estabelecer uma expectativa realística do paciente com relação aos resultados do procedimento e aproveitou a oportunidade para desfazer diversos “mitos” que ainda permanecem com relação à rinoplastia. Apresentou a técnica “alça de balde”, que apresenta menor tempo operatório, menor edema e a ausência de cicatriz externa, dentre outros.

A apresentação do Dr. Volney Pitombo abordou importantes aspectos da rinoplastia

O Dr. Volney Pitombo, que já realizou mais de 5 mil rinoplastias, reforçou que existe um “nariz perfeito para cada pessoa”. Ademais, as modificações das estruturas do nariz são interdependentes e, portanto, o médico deve estar atento a mudanças que possam afetar a harmonia do rosto do paciente.

Em sua aula sobre “Ritidoplastia”, o Dr. Farid Hakme (Hospital da Plástica), ressaltou que o lifting da face reverte parcialmente o processo de envelhecimento e perda de elasticidade da pele, sem, no entanto, modificar os traços e expressões do paciente, evitando uma aparência artificial.

O Dr. Farid Hakme em apresentação sobre ritidoplastia

Na sequência, apresentou estado da arte em ritidoplastia, demonstrando novas técnicas e ferramentas para os participantes da Jornada. Por fim, convidou os presentes a tomar parte na Jornada Carioca de Cirurgia Plástica, que contará com Simpósios e Sessões Interativas.

A respeito de “Blefaroplastia”, o Dr. Sergio da Fonseca Lessa (Centro de Estudos Ivo Pitanguy) afirmou que modificações da fenda palpebral podem alterar a fisiologia ocular, o que pode acarretar a ocorrência da chamada “síndrome do olho seco” após a blefaroplastia. Sendo os sintomas difíceis de controlar e a experiência desconfortável tanto para o paciente quanto para o cirurgião, é de grande importância o conhecimento da anatomia e fisiologia da região órbito-palpebral para a realização deste procedimento cirúrgico.

As características da blefaroplastia foram abordadas pelo Dr. Sergio da Fonseca Lessa

O Dr. Sergio da Fonseca afirmou que a blefaroplastia é uma das mais frequentes cirurgias estéticas e é o procedimento mais realizado em pacientes entre 51 e 64 anos, de acordo com estudos da American Society for Aesthetic Plastic Surgery.

Em aula sobre “Implante de Gordura”, o Dr. Charles Sá (UERJ) expôs as etapas para manutenção do resultado do lipoenxerto a longo prazo: identificação da área de coleta, método de coleta, processamento, bioativação (suplementação), transferência (lipoenxertia) e a identificação da área receptora.

O Dr. Charles Sá chamou atenção para o aspecto regenerativo dos lipoenxertos

Foi frisado que, além do aspecto volumizador, há um importante aspecto regenerativo dos lipoenxertos, associado principalmente à presença de células-tronco no tecido adiposo. Investigações científicas revelaram que o tecido adiposo produz entre 10-60 milhões de células-tronco, que são capazes de se diferenciar em vários tipos de células para reparar o corpo.

Ao Dr. José Horácio Aboudib coube apresentar “Gluteoplastia”, abordando o fato de que a baixa popularidade do procedimento está muitas vezes associada à grande frequência de maus resultados por introdução de implantes em planos anatômicos errados, causando complicações como assimetrias, ptose, seroma (excesso de líquido), extrusão, dentre outros. Em seguida, o médico apresentou diversos estudos de caso, preconizando o estudo anatômico de cada caso, com o objetivo de fazer a escolha apropriada de prótese e técnica para cada paciente.

Dr. Horário Aboudib em palestra sobre gluteoplastia

Na segunda etapa da Jornada, o Dr. Osvaldo Saldanha, da Universidade Santa Cecília, fez apresentação sobre “Redução Mamária”, apontando que, tal como outros procedimentos da cirurgia plástica, trata-se de uma “luta contra a gravidade”. Além deste fato, ressaltou que a mastopexia ainda é um tema controverso, dada sua complexidade.

Segundo o Dr. Osvaldo Saldanha, o alto grau de complexidade da mastopexia exige estudos detalhados sobre aspectos anatômicos do paciente

Dois dos principais fatores a serem considerados tanto pelo médico quanto pelo paciente são o planejamento (levando em considerações aspectos patológicos e anatômicos) e o bom senso na escolha do volume da prótese. Além disso, dentre os benefícios do uso do implante na mastopexia estão uma melhor projeção da mama, melhor preenchimento do pólo superior e a maior facilidade de simetrização.

Em seguida, o Dr. Rolf Gemperli (USP) fez apresentação sobre abdominoplastia, apontando que, ao longo do tempo, indicações errôneas causaram um aumento substancial do número de complicações após as cirurgias, fazendo surgir certo “estigma” em torno do procedimento. Em contrapartida, as modificações que o conceito de abdominoplastia sofreu ao longo do tempo, tornaram necessário que os especialistas voltassem a estudar a anatomia da região para entender a razão deste aumento nas complicações que se apresentava.

Em sua aula, o Dr. Rolf Gemperli apresentou os tipos de abdominoplastia e suas características

 

Após apresentar quadro didático sobre os tipos de abdominoplastias (lipoaspiração; abdominoplastia limitada ou mini-abdominoplastia; abdominoplastia clássica e abdominoplastias atípicas) e as indicações para cada caso, o Dr. Rolf Gemperli encerrou sua apresentação retratando as inúmeras variações de técnicas e expectativas existentes para cada perfil de paciente – por exemplo, as diferenças entre os pacientes da rede pública, da rede privada e de hospitais universitários.

O auditório Miguel Couto repleto de estudantes para a Jornada de Cirurgia Plástica


Av. General Justo, 365, 7° andar
Rio de Janeiro - 20.021-130
Tel: (21) 3970-8150