Academia Nacional de Medicina

Português Inglês


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Jorge Soares de Gouvêa (Cadeira No. 30)

Membro Honorário Nacional

Secção de Cirurgia

Patrono da Cadeira No. 30

Eleito: 28/06/1928 - Posse: 11/10/1928 - sob a Presidência de Miguel de Oliveira Couto

Falecido: 09/05/1961

O Dr. Jorge Soares de Gouvêa nasceu no dia 27 de junho de 1883, na Fazenda Santa Isabel, em Águas Claras, município de Petrópolis, Estado do Rio de Janeiro, filho do ilustre Francisco Soares de Gouvêa e D. Isabel da Silva Soares de Gouvêa.

Concluiu o seu curso secundário no Colégio dos Jesuítas, em Nova Friburgo, e doutorou-se pela Faculdade Nacional de Medicina, em 1906, apresentando a tese intitulada “Tratamento Racional da Uretrites Crônicas”. Foi interno do Hospital da Marinha, na Ilha das Cobras, onde permaneceu de 1904 a 1906.

Começou seus estudos cirúrgicos em hospitais públicos de Friburgo e, adiante, conquistou grande clientela em sua clínica particular no Rio de Janeiro.

Em sua primeira viagem à Europa, acompanhou e assistiu grandes professores da época na Alemanha, na Áustria e na França. O Professor Koener, da Alemanha, orientou-lhe nos primeiros passos da patologia e da cirurgia geral, dando lições notáveis sobre tudo que dizia respeito à medicina moderna da época.

Recém-chegado da Europa, O Dr. Jorge de Gouvêa foi projetado como cirurgião por Miguel Pereira e Fernandes Figueira, assim como por Queiroz de Barros, notável ginecologista e obstetra, que o convidava para ajudar em suas cirurgias. Cooperou, também, durante anos, com o atendimento cirúrgico na Casa de Saúde Doutor Eiras.

Foi assistente do Dr. Daniel D’Almeida na 24ª Enfermaria da Santa Casa de Misericórdia do Rio de janeiro, onde permaneceu de 1909 a 1917, fazendo parte do grupo que deu realce à cirurgia nacional, dentre eles Brandão Filho e Arnaldo Quintela.

Foi eleito Membro Honorário da Academia Nacional de Medicina em 1928, sob a Presidência de Miguel de Oliveira Couto.

Cirurgião dos mais afamados, o Dr. Jorge Gouvêa criou em nosso país a especialidade das vias urinárias. Em 1918, foi chefe do Serviço de Cirurgia da Policlínica de Botafogo e, em 1922, foi escolhido por Carlos Chagas para chefiar o Serviço de Urologia de homens e mulheres na 4ª e 9ª Enfermarias do Hospital São Francisco de Assis, onde contribuiu para o preparo de novas gerações no campo da medicina, da cirurgia e da urologia.

A família Gouvêa, na antiga capital da República, teve mais dois grandes representantes na medicina nacional: seu tio Hilário de Gouvêa que, após retornar do exílio em Paris, criou uma escola de oftalmologia e otorrinolaringologia; e seu filho Gustavo de Gouvêa, grande cirurgião e professor de urologia na Faculdade Fluminense de Medicina, além de Membro da Academia Nacional de Medicina, que faleceu prematuramente e precipitou o desaparecimento do Dr. Jorge de Gouvêa.

O Dr. Jorge Soares de Gouvêa faleceu no Rio de Janeiro, no dia 9 de maio de 1961.


Av. General Justo, 365, 7° andar
Rio de Janeiro - 20.021-130
Tel: (21) 3970-8150