Academia Nacional de Medicina

Português Inglês


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Aureliano Vieira Werneck Machado (Cadeira No. 84)

Membro Emérito

Secção de Ciências Aplicadas à Medicina

Cadeira No. 84 - Patrono: Manoel de Abreu

Eleito: 26/05/1898 - Posse: 28/05/1898 - sob a Presidência de Antonio José Pereira da Silva Araújo

Emérito: 18/05/1928

Falecido: 24/09/1929

Nasceu no município de Valença, no Estado do Rio de Janeiro, em 1863.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1886.

Iniciou a sua carreira ao lado do ilustre especialista e Acadêmico Silva Araújo, de quem foi dedicado auxiliar na Policlínica Geral, e ao seu mestre na construção de uma escola modelar, na qual foi frequentada por várias gerações de jovens médicos.

Ao lado de quatro colegas, formou um grupo que ficou conhecido como "os cinco germanistas". Faziam parte desde grupo os Drs. Oswaldo Cruz, Salles Guerra, Antonio José Pereira da Silva Araújo, e Alfredo Porto, que eram assim chamados por seu empenho em aprender alemão, língua em que, àquela altura, eram publicados os textos mais avançados sobre medicina.

Foi membro de sociedades e associações nacionais e internacionais, tais como presidente por duas vezes da Sociedade de Medicina e Cirurgia, presidente honorário da Sociedade Brasileira de Dermatologia e Siphiligraphia, membro da Sociedade Francesa de Dermatologia, da Academia Espanhola de Dermatologia, dentre outras.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1898, apresentando a memória intitulada “Contribuição ao estudo da hidroterapia nas dermatoneuroses”. Transferiu-se para a classe dos Membro Eméritos em 1928.

Após o falecimento do Dr. Silva Araújo em 1900, substitui-o na direção da Policlínica Geral do Rio de Janeiro. Imbuído das ideias de seu mestre e demonstrando a importância dos agentes físicos na dermatologia, fundou o Instituto Werneck Machado do qual foi coordenador durante anos.

Em 1911, recebeu a medalha de prata na Exposição Internacional de Higiene Social de Roma, por seus trabalhos de propaganda popular contra a sífilis.

Destaca-se seu papel como primeiro historiador da luta antivenérea no Brasil e incentivador da “consciência sanitária” em relação as doenças venéreas. Seu trabalho foi fundamental para a sensibilização das autoridades da República.

Faleceu aos 66 anos de idade, em 24 de setembro de 1929, no Rio de Janeiro.


Av. General Justo, 365, 7° andar
Rio de Janeiro - 20.021-130
Tel: (21) 3970-8150