Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

João Paulino Marques (Cadeira No. 51)

Membro Correspondente Nacional

Secção de Medicina

Patrono da Cadeira No. 51

Eleito: 07/10/1920

Falecido: 13/02/1936

Nascido João Paulino Marques Júnior, em 12 de janeiro de 1871, em Recife, no Estado de Pernambuco, filho de João Paulino Marques, fiscal aduaneiro amante das artes e da literatura, e de Maria Francisca Ferreira Marques. Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da Bahia em 1894, com tese intitulada “Influência da gravidez sobre o coração”.

Foi chefe de Clínica Médica nos hospitais Pedro II e Português de Beneficência, clínico do Dispensário Otávio de Freitas e da Liga Pernambucana contra a Tuberculose, Major cirurgião do Regimento Policial e médico do Instituto Pasteur, no Recife.

Foi Presidente da Sociedade de Medicina de Pernambuco (atual Associação Médica de Pernambuco) por três mandatos (1910, 1921 e 1927), da Associação Médica dos Hospitais do Recife e do Sindicato dos Médicos de Pernambuco, em 1931.

Na Faculdade de Medicina de Pernambuco, foi eleito pela congregação Professor Catedrático da primeira cadeira de Clínica Médica. Esta sua investidura foi ratificada em 1920 quando se instalou definitivamente na Escola. Iniciou suas atividades professorais, inaugurando na Sala de S. Vicente do Hospital Pedro II, no mês de abril de 1922, as aulas de Clínica Propedêutica Médica, matéria que naquele ano fazia parte de sua cadeira. Nesta ocasião pronunciou uma magistral lição que se acha publicada no Jornal de Medicina de Pernambuco.

O Professor João Paulino Marques foi um dos clínicos mais populares e conceituados de sua época. Era irmão do Professor Arnóbio Marques, Catedrático de Cirurgia, e um dos maiores cirurgiões brasileiros. Ambos fizeram parte do grupo de médicos que fundaram, com Otávio de Freitas, a Faculdade de Medicina do Recife.

Em viagem à Europa, em 1914, frequentou, em Paris, os principais serviços franceses de Clínica Médica.

Candidatou-se a Membro Correspondente da Academia Nacional de Medicina no dia 13 de setembro de 1920, tendo a sua proposição aprovada na sessão do dia 7 de outubro de 1920, onde é o Patrono da Cadeira 51. É, também, o Patrono da Cadeira 13 da Academia Pernambucana de Medicina.

Publicou vários trabalhos, dentre eles “Insuficiência mitral traumática” (1905), “Causas dos aneurismas aórticos no Recife” (1910), “Encefalite letárgica” (1919), “Febres tíficas e paratíficas no Recife” (1923) e “Câncer primitivo do fígado” (1925).

Deixou três filhos médicos: o Dr. Arnaldo Cavalcanti Marques, o acadêmico Dr. Ruy João Marques e o docente e acadêmico Dr. Aluizio Cavalcante Marques, que se radicou no Rio de Janeiro e foi um dos fundadores da Clínica São Vicente .

O Professor João Paulino Marques faleceu em Pernambuco, a 13 de fevereiro de 1936.

Agenda
    Em maio
  • 30/5/2017 - 20:00 - Sessão Solene de Posse de Honorário Nacional - Dr. Miguel Srougi