Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Academia Nacional de Medicina presta homenagem em plenária à ex-funcionária Maria da Graça Custódia - Sessão de 05 de novembro de 2015

 

Na Sessão Ordinária de 05 de novembro, a Academia Nacional de Medicina prestou merecida homenagem, aprovada em reunião de diretoria, à sua ex-funcionária, hoje aposentada, Maria da Graça Custódia, que ingressou na ANM em 1º de abril de 1987 e se aposentou em 1º de março de 2013, após 25 anos de dedicação e relevantes serviços.

Maria da Graça Custódia recebeu uma homenagem em Plenária, quando foi entregue, pelo Presidente, uma placa alusiva aos serviços prestados e foi feita uma bela e erudita saudação pelo Acadêmico Omar da Rosa Santos, em nome da Academia Nacional de Medicina, que vai transcrita a seguir.

Saudação:

– Do nome Maria já falou o Arcanjo ao anunciar a Graça plena – Não me atreverei...

– Senhores! Quer os meandros da Física Quântica, quer os ditames da Filosofia, nos dias correntes, comprazem que: tanto os eventos do presente ricocheteiam no futuro, quanto aqueles do futuro podem retroceder, no passado. – A vida de Maria da Graça constitui prova do que digo. Vejamos...

– As Graças, na vertente teológica, são a suprema concessão do bem; aquilo que assegura a ligação terrena com o Criador. – É o conjunto das qualidades que fazem, algo ou alguém, agradável – Ora! Agradável...Alegria... eis o nome de uma das três Graças gregas: Eufrosina, junto com Tália (a que faz florescer) e Aglaé (a que brilha), compõe o trio das Karites (Charitas...Caridades), nome que depois que o som G foi incorporado na linguagem identificou as Gratias: As Três Graças! – Da Graça é, portanto, aquela que doa e esparge afeto; que resplandece generosidade; que oferece e merece estima.

Maria da Graça! A senhora nos é cara! Jorraram aqui seus atributos: abundância, claridade, encanto... vindos de sua pessoa simples, durante 26 anos de convivência familiar. – Se pudermos resumir numa só palavra o seu caráter, seja esta a da sua virtude eminente: a simplicidade! – Aquilo que só se atinge à custa de muito esforço aplicado na beleza da serenidade; que é, imperceptivelmente, o mais difícil dos dotes praticados, uma vez que “provem de longa experiência e é a derradeira expressão do gênio” (B. Shaw) – Simplicidade é o grau mais singelo da sabedoria. É sua propriedade imanente!

– Esta, Sra. Maria da Graça, é a mensagem que o Sr. Presidente, esta Diretoria, o Corpo Acadêmico e os seus Colegas, acolheram com palmas: com as mãos abertas, expressando os anseios da alma.

– Permitam que, da minha pequena parte, testemunhe. – Chegamos Vossa Senhoria e eu, aqui, quase do nosso tempo, em 1987. A Senhora recebeu minha inscrição... Tempos depois escutou um estudante (meu homônimo) certa reclamação temporã. – Passadas duas décadas veio a receber, também a inscrição daquele jovem, que hoje integra esta Diretoria – Hoje associamo-nos os dois, para dar-lhe graças. Sua acolhida a nós, ambos, foi propícia. Obrigados!

– Enfim Senhores Acadêmicos, o nome Custódia, que vem de “custos” (guardião, vigia, sentinela, segurança, protetor...) Tudo que Dona Maria da Graça Custódia sempre foi por cá. – Em suma, Senhora Maria da Graça, tem a senhora sido vigilante consagrada, que pudemos comprovar: O Ex-Presidente De Lamare e eu (enquanto Tesoureiro), das palavras corajosas que brotaram da fonte do seu caráter firme, que jamais titubeou ao fornecer aos amigos o cristal do seu traquejo e da sua experiência. Senhora Maria da Graça Custódia – (quem sabe?), no torvelinho da rotina Acadêmica, alguma coisa borrifou na sua simplicidade, n’algum sopro de vilipêndio... que absolva... que releve, de vez que “iniuriam remedium est oblivio” (o melhor remédio à afronta é esquecer).

– Foi Santo Tomás de Aquino quem, no apogeu da Idade Média, prolatou: “simplex sigillum veri” (a simplicidade é o selo da verdade) – Vossa Senhoria sempre há de ser Graça: símbolo e emblema da verdade.

– Quando miramos o trajeto de sua atuação, vemos que as teorias físico-filosóficas estão corretas! – Aquilo que Maria da Graça Custódia protagonizou na vida, justifica bem o nome que recebeu ao nascer...

– Indagaram se Dona Graça se aposentou – Respondi que não, por que aqui, depois de 25 anos, ninguém se aposenta; passa a Emérito! – Vossa Senhoria é, portanto, Emérita!

Acadêmico Omar da Rosa Santos proferindo o discurso de saudação à homenageada, Maria da Graça Custódia

Presidente Acadêmico Francisco Sampaio entrega a placa alusiva à homenagem pelos relevantes serviços prestados pela ex-funcionária Maria da Graça Custódia

A homenageada, Maria da Graça Custódia, e o funcionário Ivanildo de Melo

A homenageada, Maria da Graça Custódia, e familiares

A homenageada, Maria da Graça Custódia, e o Acadêmico Omar da Rosa Santos

Agenda
    Em maio
  • 30/5/2017 - 20:00 - Sessão Solene de Posse de Honorário Nacional - Dr. Miguel Srougi