Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Academia Nacional de Medicina mostra que, na ecocardiografia, o futuro já chegou - Sessão de 23 de julho de 2015

As imagens de valva mitral e outras partes do coração projetadas no anfiteatro da Academia Nacional de Medicina (ANM), na quinta última, 23, pelo Dr. Arnaldo Rabichoffsky foram uma amostra impactante do que está por vir no mundo da ecocardiografia. Em sua apresentação “Ecocardiograma Tridimensional – Estado da Arte”, o conferencista revelou o quanto já é possível observar estruturas cardíacas em planos múltiplos de análise, permitindo, assim um realismo sem igual para a visualização da anatomia do coração. “Hoje, o cirurgião tem informações detalhadas da cirurgia e pode montar previamente uma estratégia para obter mais segurança no procedimento”, disse o Dr. Rabichowsky, apresentado aos acadêmicos pelo vice-presidente da ANM, o Acadêmico José Galvão Alves.

Em sua apresentação, boa parte pautada na experiência do Hospital Pró-Cardíaco, onde coordena o Serviço de Ecocardiografia, um dos mais respeitados do País, o Dr. Rabichoffsky mostrou as vantagens da ecocardiografia, a começar pela sua utilização não invasiva em relação ao paciente. Como técnica diagnóstica, tem sido utilizada com sucesso na análise dos movimentos e volume do ventrículo esquerdo, na investigação detalhada do aparato valvar mitral ou mesmo para apoio às técnicas hemodinâmicas de tratamento de estenose aórtica e insuficiência mitral, entre outros. “Por esta técnica é possível fazermos cortes tomográficos do coração, com três imagens simultâneas no mesmo ciclo cardíaco”, explicou.

Se já há avanço antes inimagináveis na investigação diagnóstica para tratamento das doenças cardiovasculares, a tecnologia de imagens ainda tem muito que surpreender. Segundo o Dr. Rabichoffsky, em pouco tempo softwares de ultima geração permitirão ao cirurgião visualizar, por exemplo, se o miocárdio está estressado durante a sístole, especialmente no caso de pacientes tratados com quimioterapia. As novas sondas, cada vez menores e mais precisas, trarão imagens associadas que facilitarão ainda mais a análise multiestrutural cardíaca. Na Ecocardiografia, o futuro apenas começou.

Texto: Rubeny Goulart

Fotos: Ivanoé Pereira
 

Dr. Rabichoffsky recebe diploma das maõs do presidente da 
ANM, Francisco Sampaio

Dr. Rabichoffsky

Acadêmico José Galvão Alves

Agenda