Academia Nacional de Medicina

Português Inglês


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Milton Fontes Magarão (Cadeira No. 02)

Membro Titular

Secção de Medicina

Cadeira No. 02 - Patrono: Miguel da Silva Pereira

Eleito: 19/05/1977 - Posse: 07/10/1977 - sob a presidência de Deolindo Augusto de Nunes Couto

Saudado por: Antônio Paulo Filho

Antecessor: Hamilton Lacerda Nogueira

Falecido: 15/11/1986

Nasceu em 08 de março de 1903, em Itaporanga (SE).

Filho de Manuel Franklin Magarão e Maria Rosa Fontes Magarão.

Graduou-se pela Faculdade Nacional de Medicina do Rio de Janeiro, em 1929. Especializou-se em Bacteriologia no Instituto Pasteur em Paris, em 1935.

Iniciou na carreira professional em Tisiologia no Sanatório Valois Souto. Foi professor assistente do Instituto de Tisiologia e Pneumologia da UFRJ. Organizou o Hospital São Sebastião e o Laboratório Central de Tuberculose, o qual dirigiu por 33 anos. Dirigiu o Departamento de Tuberculose da Secretária de Saúde e Assistência do antigo estado da Guanabara e Presidiu a Fundação Ataulpho de Paiva.

Toda a sua reconhecida e incessante atividade em serviços de saúde, na pesquisa, no magistério e na administração pública tiveram como objetivo dominante identificar e controlar os fatores responsáveis pela alta morbidade e letalidade da tuberculose no Brasil.

Devido ao rigorismo de sua metodologia científica, à sua probidade profissional e incansável ânsia de investigar e saber, seu laboratório constituiu-se, ao longo de várias décadas, em poderoso pólo de irradiação de conhecimentos especializados e respeitado núcleo de referência em programas nacionais e internacionais da campanha antituberculosa. Ali se identificaram diferentes estirpes de mycobacterium tubrculosis, efetuaram-se os primeiros testes de resistência microbiana aos bacteriostáticos e verificou-se a existência das chamadas bactérias atípicas de interesse ou não na patologia humana.

Por delegação da OMS, o laboratório Central de Tuberculose da Secretária de Saúde do Distrito Federal, dirigido pelo Acadêmico, foi credenciado para realizar investigações e provas de controle, participando de programas de pesquisa desenvolvidos com os laboratórios de Atlanta e Denver, nos Estados Unidos e Praga.

Vale também realçar sua ampla e constante participação em numerosos em órgãos diretores, normativos. Integrou conselhos, como a Comissão de Bacteriologia e Imunologia da União Internacional contra a Tuberculose. Foi Vice-Presidente da Comissão Latino-Americana de Bacteriologia. Participou ativamente da criação da Comissão da Campanha Nacional de Tuberculose.

Como cientista e Professor, percorreu todo o país em missões federais dos Ministérios da Educação e da Saúde ou, ainda, a pedido de Secretarias Estaduais. Sua bibliografia soma 71 publicações, entre monografias e artigos em colaboração, numa ampla variedade de temas que vão desde os assuntos de bacteriologia, imunopatologia e diagnósticos até os problemas administrativos, técnicos e sociais da luta antituberculosa.

Foi distinguido com o Título de Sócio Honorário, Efetivo e Correspondentes de várias Sociedades e Instituições Médicas do Brasil, além de Membro da American Trudeau Society, Membro Correspondente da Sociedade Argentina de Tisiologia e Patologia Torácica e Membro Honorário da Internacional Carlo Forlanini Association, de Roma.

Recebeu diversos prêmios, entre eles o Prêmio Cardoso Fontes, da Sociedade Brasileira de Tuberculose (1951 e 1956), Medalha de Mérito Clementino Fraga, Estado da Guanabara (1971) e o Prêmio Alfred Jurzykowski, da ANM (1973).

Seu nome batiza o Centro Municipal de Saúde Milton Fontes Magarão, no Rio de Janeiro, referência no tratamento da tuberculose.

Na ocasião de sua candidatura a Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, apresentou memória intitulada “O Complexo Mycrobacteriuns Tuberculosis – Características Comuns e Diferenciais”.

Faleceu em 15 de novembro de 1986.


Av. General Justo, 365, 7° andar
Rio de Janeiro - 20.021-130
Tel: (21) 3970-8150