Academia Nacional de Medicina

Português Inglês


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Augusto Renato Cuissart

Membro Titular

Eleito: 31/03/1832 - Posse: 31/03/1832 – Sob a presidência de José Francisco Xavier Sigaud

Médico Honorário da Imperial Câmara durante o Reinado de Dom Pedro II, nomeado em 3 de agosto de 1840.

Franz Anton Mesmer (1734 - 1815), médico alemão, formado em medicina pela Universidade de Viena, teólogo pela Universidade de Ingolstadt e doutor em filosofia pela Universidade Jesuíta de Dillingen foi quem postulou a existência de um fluido magnético universal o qual poderia fazer uso terapêutico. Introduziu o termo magnetismo animal em 1773 na mesma época que inicia o tratamento da prima de Mozart.

Muito do que sabemos sobre os primórdios do “magnetismo animal” ou “mesmerismo” no Brasil devemos a Francisco Fajardo (1896). A primeira referência brasileira sobre o magnetismo animal é o livro do médico pernambucano João Lopes Cardoso Machado onde ele fala pela primeira vez do magnetismo animal sob o nome de "catalepsia espontânea".

Entretanto, foi uma tese apresentada formalmente à Sociedade de Medicina do Rio de Janeiro (atual Academia Nacional de Medicina), pelo médico Leopoldo Gamard, sobre o magnetismo animal e seu uso em medicina, a primeira tentativa de formalizar o uso desta controvertida psicoterapia. Gamard apresentou sua memória em 15 de maio de 1832. Ele não era membro da academia, e para avaliar sua dissertação foi designado o membro titular Augusto Renato Cuissart, que apresentou seu parecer na 18ª sessão da Sociedade, ocorrida em 6 de outubro de 1832, presidida por Francisco Freire Alemão. O Dr. Augusto Renato Cuissartfez rejeitar mediante erudito julgamento, a tese de Gamard alegando uma "audácia de charlatães.

Após essa humilhante rejeição, não mais se ouviu falar no Dr. Gamard, que passaria a exercer o mesmerismo discretamente. Nada mais se ouviu falar ou se escreveu sobre Gamard, e também não encontramos nenhuma obra do mesmo, nem mesmo sua tese, exceto o longo e erudito parecer de seu algoz, o Acadêmico Dr. Augusto Renato Cuissart.


Av. General Justo, 365, 7° andar
Rio de Janeiro - 20.021-130
Tel: (21) 3970-8150