Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Fábio Jatene é o novo imortal da ANM

Na presença de familiares, acadêmicos e autoridades, em mesa presidida Professor Pietro Novellino, tomou posse na última terça-feira, 10, Fábio Biscegli Jatene como membro titular da Academia Nacional de Medicina (ANM). Com pompa e circunstância, como convém a tradição da casa, Jatene foi conduzido ao salão pelos acadêmicos José de Jesus Peixoto Camargo, Paulo Niemeyer Soares Filho, Henrique Murad, José Osmar Medina de Abreu Pestana, Ricardo Cruz e Samir Rasslam.

Filho do Acadêmico Adib Domingos Jatene, ex-ministro da Saúde e um dos mais eminentes cardiologistas brasileiros, Fábio Jatene passa a ocupar a cadeira 29 que pertencia ao Acadêmico Donato D’Ângelo, falecido em abril de 2014. Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Fundação Universitária do ABC (1978), com doutorado e livre-docência pela Faculdade de Medicina da USP (1991), Fábio Jatene é Professor Titular da Disciplina de Cirurgia Cardiovascular da FMUSP. É membro Suplente do Conselho Deliberativo HCFMUSP (2013), Chefe do Departamento de Cardiopneumologia da FMUSP (2013) e presidente do Conselho Diretor e Diretor Geral do InCor HCFMUSP (2013) . Tem atuação assistencial e de pesquisa em Cirurgia Torácica e Cardiovascular

Na saudação de boas-vindas ao novo imortal, o Acadêmico Silvano Mário Atílio Raia enfatizou que Fábio Jatene “se destaca como professor e chefe de equipe” e “como professor, não impõe dogmas, mas antes discute, estimula o debate” entre seus alunos.

“É um dos momentos mais importantes da minha vida”, disse, emocionado, o novo membro titular da ANM em seu discurso de posse em que destacou o antigo desejo de um dia tornar-se acadêmico. “Comecei a acalentar o sonho de entrar para esta casa há 25 anos, quando meu pai foi empossado”, disse. E lamentou que “hoje, ao ver este sonho concretizado, o destino não permitiu que pai e filho sentassem lado a lado nesta casa”, ao ressaltar que, no entanto, “foi mantida a sucessão familiar”.

Sob o silencio atento dos presentes, Fábio Jatene contou que as visitas aos acadêmicos, durante sua campanha, foi uma das experiências "mais importantes da sua existência”, ocasião em que, segundo ele, teve grande receptividade e levou consigo grandes ensinamentos para toda sua vida.

Fábio Jatene fez críticas, em seu discurso, ao excesso de escolas de medicina no País, bem como o pouco acesso dos médicos às novas tecnologias que, por onerosas, nem sempre estão disponíveis para o tratamento dos pacientes.

No encerramento da cerimônia, o Professor Pietro Novellino, observou que, com o ingresso do novo acadêmico, em 185 anos de existência a Academia Nacional de Medicina contabiliza 657 membros titulares. “Hoje é dia de festa e esplendor”, disse o presidente da ANM. E dirigindo-se ao novo acadêmico declarou: “V.Sas. representa um grande reforço para o engrandecimento da nossa instituição. Seja bem-vindo”.

 

Entrega de diploma ao acadêmico Fábio Jatene

Acadêmico Fábio Jatene entre seus pares

 Fábio Jatene e Novellino com esposas

Bancada acadêmica

Acadêmico Silvano Raia

Agenda