Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Seminário da ANM destaca avanços da Dermatologia

Os recentes avanços na medicina dermatológica, apresentados por especialistas nacionais e estrangeiros, marcaram os debates no Simpósio Internacional “Desafios na Dermatologia do Século XXI”, realizado nesta última quinta-feira, 13 de novembro, na sede da Academia Nacional de Medicina (ANM). O evento, presidido pelo professor Pietro Novellino e coordenado pelo acadêmico Omar Lupi, contou com uma ampla plateia formada por jovens médicos e estudantes de medicina.

Na primeira apresentação do simpósio o professor Inácio Fáver fez uma abordagem detalhada da cirurgia Micrográfica de Mohs, que trata de procedimentos em tumores malignos de continuidade. “Estamos vivendo um período onde a abundância de conhecimento é muito maior do que a nossa capacidade de absorver este conhecimento”, comentou. Na sequencia, a dermatologista Luna Azulay tratou dos recentes avanços da psoríase, enfatizando as mudanças processadas nos últimos anos no conceito, no tratamento e no nível de informação sobre a doença. “Está claro que a psoríase não é uma mera doença de pele, mas uma doença sistêmica, que traz grande impacto na vida do paciente”, disse.

O terceiro conferencista, o médico bacteriologista David Azulay, ao abordar “a Resistência Bacteriana em Dermatologia” destacou o uso indiscriminado dos antibióticos e citou como exemplo os Estados Unidos onde, segundo ele, há entre 200 milhões e 300 milhões de prescrições deste medicamento por ano. “As taxas de resistência aos antibióticos aumentaram muito, o que obriga ao aumento cada vez maior na dosagem”, disse. E acrescentou: “A velocidade de a indústria produzir antibióticos mais efetivos é menor do que a da resistência das bactérias a estes medicamentos”.

Em sua exposição, intitulada “Amiloidoses: um mistério dentro de um enigma”, o acadêmico Omar Lupi destacou a nova abordagem para as amiloidoses, em que a noção de que são doenças de depósito pertence ao passado. “Teremos muitos avanços pela frente e uma avenida de trabalho”, disse.

O professor Jorge Ocampo, de Monterrey, México, mostrou em sua exposição as vantagens no tratamento do método de laser fracionado e sua eficiência no rejuvenescimento facial. O conferencista seguinte, professor Bruce Thiers, da Carolina do Sul, abordou as manifestações cutâneas e sua malignidade interna.

O professor Thomas Ruzicka, de Munique, que tomou posse como honorário estrangeiro da ANM, último conferencista, tratou do desenvolvimento do carcinoma basocelular, advertindo sobre os perigos para a incidência desta doença com a superexposição aos raios solares. Numa apresentação bem-humorada, com referências ao futebol, Ruzicka, que é torcedor do Bayern de Munique, presenteou o acadêmico Omar Lupi com uma camiseta de seu time com o nome “Lupi” nas costas. Detalhe: Da seleção alemã que goleou a brasileira na semifinal da última Copa do Mundo de futebol seis dos jogadores eram do Bayern.

 

Agenda