Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Rubem David Azulay (Cadeira No. 48)

Membro Emérito

Secção de Medicina

Cadeira No. 48 - Patrono: Márcio Philaphiano Nery

Eleito: 27/11/1969 - Posse: 25/06/1970 – sob a Presidência de Deolindo Augusto de Nunes Couto

Saudado por: João Ramos e Silva

Antecessor: Pedro Pernambuco Filho

Emérito: 31/07/1969

Falecido: 11/08/2013

Presidente da Academia Nacional de Medicina - 1995 a 1997

Um dos grandes nomes da Dermatologia brasileira, o Dr. Rubem David Azulay nasceu em Belém, no Estado do Pará, no dia 09 de junho de 1917. Filho de David Rubem Azulay e Luna Garson Azulay.

Diplomou-se em Medicina em 1940, pela Faculdade Fluminense de Medicina.

Foi chefe e Emérito do Instituto de Dermatologia do Hospital Geral da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro e Professor Emérito da UFRJ, UFF, Universidade Gama Filho e da Escola de Medicina da Souza Marques.

Foi eleito Membro Titular em 1970 apresentando a Memória “A imunofluorescência no diagnóstico sorológico da sífilis”. Foi Presidente entre 1995 e 1997.

Presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia e Presidente de Honra do Colégio de Hansenologia dos Países em que a enfermidade é endêmica. O Dr. Azulay foi Membro Honorário da Academia Brasileira de Medicina Militar e da American Association of Dermatology, da Deutsche Dermatologische Gesellschanft, da Societé Française de Dermatologie et de Syphilographie e da British Society of Dermatology.

Em 2010, foi condecorado pelo Ministro da Saúde com a Ordem do Mérito Médico. Foi ainda presidente honorário da International Society of Dermatology, membro honorário da American Association of Dermatology, da Deutsche Dermatologische Gesellschaft, Societé Française de Dermatologie et de Syphiligraphie.

Sempre interessado pela pesquisa, e por doenças tropicais, pouco estudadas na época, o médico fez o curso do Instituto Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro. Começaram, então, suas grandes contribuições para a Dermatologia. Seus estudos sobre as doenças tropicais, como a hanseníase, leishmaniose e micoses são referência até hoje.

Agraciado com a Medalha comemorativa de três centenários: o da fundação da Sociedade Francesa de Dermatologia, o da instalação do primeiro Congresso Mundial de Dermatologia que ocorreu em Paris e o da inauguração do Museu do Hospital São Luís.

Recebeu as Medalhas de Ouro “Oswaldo Cruz”; “Antonio Pedro”; Medalha de Mérito “Albert Sabin”; “Clementino Fraga”; “Tamandaré” - conferida pelo Ministro da Marinha -; do Mérito Militar no Grau de Oficial conferida pelo Ministério do Exército; medalha Júlio Cezar Ribeiro de Souza, conferida pelo Governador do Estado do Pará; a Medalha da Real Academia Nacional de Medicina, na Espanha e Médico do Ano (1999) da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, e da Academia Fluminense de Medicina (2008). Recebeu os Prêmios: “Adolpho Bloch”, no Setor de Saúde, e “Alfred Jurzykowski”, pela Academia Nacional de Medicina. É Autor de numerosos trabalhos, entre eles um Compêndio de Dermatologia, já na terceira edição.

Autor de mais de 700 trabalhos, teve boa parte deles publicada fora do Brasil. O Prof. Dr. Azulay tem livros publicados “Traços de minha vida”, “Contribuições dos Judeus na Medicina” e “Dermatologia”. Durante a sua carreira, contribuiu na graduação de cerca de 10 mil médicos e pós-graduou 600 dermatologistas, dos quais 18 se tornaram professores titulares em universidades no país.

Dr. Azulay faleceu no dia 11 de agosto de 2013, aos 96 anos.