Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Alexandre José Soeyro Guarany

Membro Titular

Eleito: 25/05/1863 - Posse: 20/07/1863 - sob a Presidência de Antônio Felix Martins

Dr.Alexandre José Soeyro Guarany, nasceu em 21/12/1833, no Rio Grande do Sul.

Formou-se pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro.

Em 25/05/1863, foi admitido na Academia Nacional de Medicina, como Membro Titular, com a tese intitulada. “Sobre Vacinação e Revacinação no Brasil”.

Em 1855, ainda como estudante do 5ºano da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, serviu na Secretaria da Junta Central de Higiene Pública, e depois, como encarregado de postos médicos em Irajá e Campo Grande, por mais de 6 meses, durante a epidemia de Cholera Morbus que atacou a cidade.

Começou sua vida pública, como médico militar em 02 de dezembro de 1860 e ficou até 1869 como contratado.

Fez serviço voluntário como médico da Escola de Tiro de Campo Grande por mais de dois anos e meio, e deixou a comissão, a 02 de dezembro de 1860, fez nessa data a sua primeira praça no Corpo de Saúde do Exército. Demitindo-se, a pedido em maio de 1865, seguiu, como 1º cirurgião contratado, para Montevideo e Salto, durante a Guerra do Paraguai, e dali voltando foi contratado para o Hospital do Andaraí, de 1862 a 1869, até fazer sua 2ª e definitiva praça no exército, a 09 de fevereiro de 1869, sendo logo chamado a servir como secretário do Corpo de Saúde, cargo que exerceu por 12 anos.

Como médico militar, serviu no Hospital Militar da Corte, no Andaraí, na Escola de Tiro de Campo Grande, na Escola Militar, e no Laboratório do Campinho. Por portaria de 11 de fevereiro de 1869 foi nomeado Secretário do Corpo de Saúde do Exército. Teve pelos seus trabalhos, a medalha geral da campanha do Paraguai com passador de prata, e o hábito de Aviz em 1886.

Reformado compulsoriamente por decreto de 03 de novembro de 1896, no posto de Major, Cirurgião-Mór de brigada, o Dr. Guarany foi nomeado Comissário de Higiene e Assistência Pública, a 1º de julho de 1893, e exerceu o cargo até falecer.

No Ministério da Justiça, serviu muitos anos como médico legista junto às autoridades policiais de Campo Grande e Irajá, e como cirurgião do 7º batalhão da guarda nacional da corte.

No Ministério do Império, o Dr. Guarany foi membro da Comissão Sanitária.

No Ministério da Agricultura, desempenhou por mais de anos, voluntariamente, o lugar de médico do Corpo de Bombeiros.

Foi delegado de higiene e assistência pública, contando 54 anos de serviços ao seu país.

O Dr. Guarany, entrou para a Academia Nacional de Medicina em 1863, sendo redator dos anais, orador, e presidente da secção. Nas publicações da Academia e em múltiplos relatórios, deixou importantes trabalhos documentando o seu preparo, ilustração e elevada notabilidade, capaz, em outro meio, de lhe dar mais merecido renome.

Apesar de tantos afazeres oficiais, o Dr. Guarany nunca deixou de exercer a clínica civil que durante certo tempo, teve bem desenvolvida e proveitosa.

O Dr. Guarany residiu em Paquetá, onde perdeu sua filha, esposa e quase toda sua família.

Apesar de tantas perdas e fazendo um esforço de que ainda se supunha capaz, voltou para a cidade do Rio de Janeiro para casa de um filho, quando agravou o seu estado de saúde e veio falecer em quatro de outubro de 1908.

Revista Syniatria, Ano I-Num.1-Novembro de 1907.Pág.199.