Academia Nacional de Medicina

Português Inglês


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Arno von Buettner Ristow é empossado na ANM

O angiologista e cirurgião vascular Arno von Buettner Ristow tomou posse na Academia Nacional de Medicina no dia 12 de março de 2013, no Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro. O acadêmico agora ocupa a cadeira 80 da Secção de Cirurgia, cujo patrono é Julio Oscar de Novaes Carvalho.

 

Segundo a tradição, o novel acadêmico foi encaminhado ao salão por uma comitiva de honra. Esta, formada pelos membros Sergio Novis, Paulo Couto, Eliete Bouskela, Milton Meier e por seu colega de faculdade Rui Haddad.

 

O discurso de boas-vindas foi proferido pelo acadêmico Antonio Luiz de Medina, que foi seu orientador no Hospital Central do Iaserj, onde ingressou na residência em 1973 e para onde retornou em 1976, após estudos na Alemanha, permanecendo até 1983. “Hoje estamos unidos por uma amizade fraterna (e por que não dizer filial?), pois já fazem 40 anos de permanente convivência, unidos pela vida e a cirurgia vascular”, enfatizou Medina.

 

O paraninfo destacou a trajetória Ristow, apontando-o como um “brilhante aluno e excelente mestre”, e acrescentou em mensagem a seu ex-aluno: “Tinha certeza de que você seria um grande cirurgião vascular, só que com seus próprios méritos, foi mais além, hoje sendo presença marcante na cirurgia nacional e internacional”.

 

Em seu discurso de posse, Ristow ressaltou a felicidade que sentiu com sua eleição na ANM. “Dela participam e participaram profissionais da mais alta estirpe, a verdadeira elite da medicina brasileira. Não nomeada ou indicada por governantes, mas eleita por seus pares, pelo seu real valor. [...] Ser eleito para adentrar este grupo seleto, que congrega somente um em cada cinco mil médicos em atividade no Brasil, é uma honra.”

  

O empossado relembrou a história do patrono de sua cadeira, Julio Oscar de Novaes Carvalho, que foi eleito com apenas 35 anos e nela permaneceu por 52 anos. Retomou também o passado dos que o sucederam, em especial do último ocupante, Levão Bogossian, que faleceu em abril de 2012 e de quem foi aluno na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). “O saudoso acadêmico foi um exemplo de vida.”

 

Por fim, Arnos Ristow agradeceu a seus familiares, esposa, filhos e ao irmão, cirurgião plástico que vive nos EUA e não pôde estar presente na posse por motivos de saúde. Aos pais, nonagenários e ali presentes, fez um agradecimento especial: “A vocês, meus queridos pais, a quem tanto devo, dedico esta conquista.”

 

Nascido em Brusque (SC), Arno von Buettner Ristow mudou-se para o Rio de Janeiro para estudar medicina na UFRJ, fez residência médica no Hospital Central do Iaserj, foi bolsista do Deutscher Akademischer Austauschdiesnst no Serviço de Cirurgia Vascular e Torácica da Universidade de Ulm, na Alemanha e tem especialização em cirurgia vascular na mesma universidade. Trabalhou no Hospital Miguel Couto, no Hospital de Beneficência Portuguesa  e, atualmente, na clínica Sorocaba. Além disso, também é professor associado do Curso de Pós-Graduação em Cirurgia Vascular da Escola Médica de Pós-Graduação da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.







Av. General Justo, 365, 7° andar
Rio de Janeiro - 20.021-130
Tel: (21) 3970-8150