As indicações e técnicas atuais para o tratamento da doença obstrutiva da carótida foi o tema apresentado pelo médico Arno Von Ristow, na sessão científica da ANM do dia 10 de maio de 2012. Dr. Arno é cirurgião vascular e pioneiro no desenvolvimento e aplicação de novas técnicas revolucionárias no tratamento das doenças vasculares, com menos agressividade, mas sem perda da eficiência.
 
Arno Von Ristow falou sobre a extrema importância da doença arterotrombose, responsável por um grande número de mortes anuais. Segundo ele,  em 2010, faleceram 50 milhões de indivíduos em todo o mundo, destes 14 milhões faleceram em virtude da arterotrombose. Entre os acidentes encefálicos isquêmicos, a arterotrombose é a principal responsável com 50% dos casos. Em sua opinião, de todas as causas de mortalidade está é, sem dúvida, uma importante causa e deve ser observada.
 
No Brasil, ocorrem cerca de 250 mil acidentes vasculares encefálicos, ou derrames, segundo ele, o termo que é certamente mais conhecido pela população. Destes 250 mil, 1/3 morre, 1/3 evolui de forma satisfatória e o restante das pessoas seguirá sua vida com sequelas graves.
 
Dr. Arno mostrou ainda durante sua conferência algumas das técnicas cirúrgicas aplicadas por seu grupo. Segundo ele, uma criteriosa seleção de qual técnica aplicar em cada pacientes é fundamental para um bom prognóstico, que deve se alicerçado numa tríade que envolve o diagnóstico preciso, associado a técnicas de anestesiologia e cirurgia apurada e cuidados extremos no pós operatório, principalmente em pacientes com pressão alta ou aqueles que apresentem pressão baixa.
 
Durante sua exposição, Ristow também ressaltou a importância de medidas profiláticas como abolição do fumo, controle da hipertensão e das doenças metabólicas como o diabetes.