Academia Nacional de Medicina

Av. General Justo, 365, 7° andar, Rio de Janeiro - 20.021-130 - Tel: (21) 3970-8150
Busca


Anais da Academia

Veja a última edição do
Anais da academia

Arquivo

O Arquivo Sergio D'Avila Aguinága está temporariamente fechado em virtude das obras do Centro da Memória Médica da ANM.

O atestado de óbito do Imperador Dom Pedro II, datado em Paris em 5 de dezembro de 1891 é um dos documentos raros do Arquivo da Academia Nacional de Medicina. Uma cópia deste atestado foi entregue, em 1995, pela ANM, ao Museu Imperial de Petrópolis. Como este, há outros, muitos outros documentos raros como a foto de Madamme Durocher, a parteira, que foi a primeira mulher a integrar a Academia de Medicina.

Além dessa foto histórica, há a Ata de fundação da Sociedade de Medicina do Rio de Janeiro, em 30 de junho de 1829; Decreto que aprova a Fundação da referida instituição e seu respectivo estatuto (Marques de Caravellas - Palácio do Rio de Janeiro, em 30 de Janeiro de 1830), com autorização por escrito de Sua Majestade Imperial Dom Pedro I. Só depois desta autorização foi realizada a Primeira Sessão da novel Sociedade de Medicina do Rio de Janeiro, em 24 de novembro de 1830, com a presença do Marquês de Caravellas, representando o Imperador Dom Pedro I.

Até 2005, o Arquivo esteve incorporado à Biblioteca Alfredo de Nascimento. Seu acervo preserva documentos textuais (diplomas, pareceres, atas, plantas, relatórios, estatutos, livros de presença, dossiês, recortes de revistas, jornais, correspondência) que registram as atividades da ANM, funções e ações de seus membros e outras personalidades da ciências e da medicina, bem como outros documentos de atividade-meio, sendo contabilizados aproximadamente 41,61 m lineares de documentos textuais.